16 outubro 2017

SÍFILIS VOLTA A SER EPIDEMIA NO BRASIL, E DOENÇA GANHA DIA NACIONAL DE COMBATE



Uma doença que estava apenas no imaginário popular voltou a fazer parte do cotidiano dos brasileiros. Em apenas cinco anos, o número de casos de sífilis aumentou 5.000%, segundo dados do Ministério da Saúde (de 1.249 em 2010, para 65.878 em 2015). Por conta deste crescimento, o terceiro sábado de outubro foi decretado com o “Dia D” de combate à doença. Segundo especialistas, este número de casos está elevado porque as pessoas perderam o medo de contrair doenças sexualmente transmissíveis por conta do avanço dos tratamentos. A doença também pode ser passada da mãe para o bebê.

— A Aids deixou de ser uma “sentença de morte” com o desenvolvimento de novas drogas antirretrovirais e hoje a população que vive com HIV tem uma qualidade de vida melhor, isso talvez tenha levado a um relaxamento com a prevenção de DSTs. Há uma tendência mundial de redução do uso de preservativo nas relações sexuais, principalmente entre os jovens — explica Aline Junqueira, infectologista do Hospital Adventista Silvestre.

Outro motivo apontado pelos especialistas é que o tratamento é fácil e de baixo custo.

— O mais provável é que a acessibilidade da penicilina tenha passado de nossa maior aliada para nossa maior inimiga. O preço modesto, que deveria facilitar o acesso da população à droga, desestimula a indústria farmacêutica a fabricá-la — comenta o urologista Moacyr Simas.

Consequências graves


Apesar de ter fácil diagnóstico (por meio de um exame de sangue ou da raspagem da ferida que aparece na primeira fase da doença) e tratamento baseado em aplicações de penicilina, que curam rapidamente os pacientes em fases iniciais, a sífilis pode trazer graves consequências se não for tratada.

— A doença desenvolve lesões na pele, nos ossos, nas articulações, podendo causar aneurisma, meningite paralisia geral e demência — relata Ana Cláudia Sodré, ginecologista da Policlínica Centrodador.com.


— Infecções congênitas (passadas das mães para o bebê) acarretam alta morbidade abortamento, prematuridade e baixo peso de nascimento, deformações ósseas, articulares e neurológicas como meningite, surdez e dificuldade de aprendizado — completa a infectologista Aline.


“ANJAS DA MORTE”: PROSTITUTAS COM HIV QUE COBRAM US$ 2 DÓLARES POR CLIENTE




 Dizem que a prostituição é a profissão mais antiga do mundo e hoje em dia o acesso a essa prática está cada vez mais fácil. Em qualquer cidade ou país se encontra lugares exclusivamente destinados à prostituição, porém, na Nigéria, um desses locais chama a atenção por sua alta periculosidade. Esse estabelecimento fica na cidade de Lagos, onde um grupo de mulheres faz programas pelo preço de 2 dólares. Mas o detalhe que mais assusta é que todas as garotas possuem o vírus HIV.




Os "clientes" dessas mulheres as apelidaram de "Anjas da Morte", já que o simples fato de terem uma relação com elas é o mesmo que colocar sua própria vida em risco.

Geralmente, essas mulheres que acabam parando nesse local, já estão em fase terminal da doença, pois 80% dos africanos que adquirem o vírus não chegam a ter acesso ao tratamento.

O renomado fotógrafo holandês Ton Koene visitou o bairro onde trabalham as mulheres e as fotografou para mostrar a terrível realidade de vida que vivem. Algumas fotos chegam a chocar pelo fato de relatar ao público as condições precárias em que vivem essas mulheres que deveriam estar tendo tratamento específico para o vírus que as infectaram. E não estar ali mantendo o risco de passarem a doença para outras pessoas.



O motorista de táxi que levou Ton Koene para os subúrbios de Lagos lhe afirmou que os homens escolhem as mulheres como se estivessem olhando mercadorias nas prateleiras do supermercado.
O taxista disse ainda que se for menor, a garota tem chance de ganhar além dos dois dólares pelo programa. Algumas das garotas chegam a faturar 10 dólares por dia atendendo a 5 clientes, mas para isso, precisam se arrumar.

Outro fato que assusta quem conhece as "Anjas da Morte" é o grande número de mulheres que acabam engravidando no local. As crianças que provavelmente também nascerão com o vírus não poderão contar com a ajuda da mãe que também está condenada a uma morte próxima.


O país africano é o terceiro no ranking mundial de casos comprovados de infecção pelo HIV, ficando atrás apenas da África do Sul e da Índia, com impressionantes 3,5 milhões de pessoas com o vírus de acordo com o último relatório do Programa das Nações Unidas Para o HIV. Esse número representa 3,7% do número total de habitantes na Nigéria. E esse número promete subir cada vez mais enquanto tiver pessoas brincando com a vida e utilizando os serviços das "Anjas da Morte”.





15 outubro 2017

SÃO JOSÉ DO BARREIRO (SP) – LAGOA DA SIRIEMA




Em todos os momentos ruins da minha vida eu sempre fui amparado por algum desconhecido. Nunca tive algum parente que realmente chegasse oferecendo ajuda sem pensar no que poderia ganhar em troca no futuro.

Esta minha amiga eu a chamo de irmã, pois em todos os momentos da minha vida, bons e ruins, ela sempre esteve do meu lado e age como se fosse minha irmã de sangue. O que ela fez e faz por mim foi muito mais do que meus próprios parentes sanguíneos fizeram.





Nesse dia tive o prazer de ter sua companhia em um passeio pela Represa do Funil, em São José do Barreiro. Uma pena que o clube que fornece os passeios e várias outras atividades não está funcionando mais. O ambiente e tratamento dos funcionários e dono do local é maravilhoso. 





14 outubro 2017

AS PESSOAS MUDAM...


Se eu pudesse reunir todas as pessoas que foram boas para mim e fizeram a diferença em minha vida seria um prazer enorme. Pessoas que talvez por um momento, um segundo, me estendeu a mão, me deu um sorriso ou até mesmo um conselho. Este seria um pensamento que eu tinha antigamente. Hoje, não sei.

Há dois anos atrás eu estava sofrendo por um amor não correspondido - hoje em dia não sei como pude gostar e sofrer por ele, mas sofri. Eu estava em um hotel em São José dos Campos, era noite e eu deprimido chorando. Conheci um rapaz que estava hospedado no mesmo hotel que eu através de um aplicativo de encontros. Ele subiu até meu quarto onde deitados na cama, começamos a conversar e nos conhecermos. Ele não sabia quem eu era, mesmo assim conseguiu ler minhas expressões e saber muito sobre mim.

Ele viu que eu estava mal, era tão sensível que conseguiu sentir isso em mim. Foi quando ele começou a me dar vários conselhos: Do nada disse que eu precisava me cuidar. Logo em seguida explicou que precisava me valorizar mais, me amar mais. Que eu era bonito demais para estar sofrendo daquele jeito.

Apesar de eu não ter dito uma palavra, ele conseguiu saber exatamente o que eu sentia dentro de mim, o que pensava e estava dentro do meu coração. Naquele momento ele me deu uma injeção de ânimo que fiquei feliz e na mesma hora me valorizei. Comecei a me amar mais depois de ele ter me dito coisas bonitas.

Dia seguinte ele foi embora e perdemos contato.


Dois anos depois – atualmente – tive a chance de conversar com ele de novo. Na verdade, fui agradecer por ele ter me dado aquele incentivo anos atrás. Me decepcionei. A pessoa que encontrei hoje foi totalmente diferente do que conheci na época: ele foi grosso, rude, mal educado e sem paciência. Mas como?? Ele pareceu ser tão bom, foi em meu quarto e me disse coisas bonitas. Ele se lembrou de mim, mas não fez questão.

Ele não entendeu que suas palavras pra mim naquele dia surtiram bons efeito que levo até nos dias de hoje.

Decepcionado...




12 outubro 2017

TIPOS DE AMIZADES




Hoje ao meu lado haviam duas amigas conversando e marcando uma viagem internacional. As duas estavam pensando em viajar daqui há 5 meses e queriam antecipar as passagens para pagar mais barato e poderem dividir a conta. Que inveja eu senti das duas!

As pessoas que eu conheço sempre que podem elas tentam tirar proveito de alguma situação e se dar bem nas minhas custas. Hoje em dia minhas amizades se encaixam em quatro tipos de pessoas:

1 – Aquela que diz que quer me ver e indica um hotel 5 estrelas para eu me hospedar e se oferece para ficar comigo, e assim poder dormir/desfrutar sem gastar nada (vir na minha aba)!

2 – Tem aqueles que me conhecem hoje e dia seguinte me pedem dinheiro para pagar o aluguel.

3 – Os que só querem sexo e depois não me ver mais.

4 – Ou aqueles que choram seus problemas, eu ajudo, e quando eu preciso, não falam mais comigo.

Hoje em dia recebo muitos convites para sair da minha casa e ir ao encontro de alguém, mas a maioria são de pessoas que querem uma rapidinha, e se possível sem gastar nada! Por eu gostar de frequentar lugares bons, tem pessoas que me indicam lugares maravilhosos – e caríssimos – e se oferecem para se hospedar comigo. Claro, tudo por minha conta, pois alguns já dizem que não tem dinheiro! 

Antigamente eu viajava para lugares longes para me encontrar com alguém, chegava na hora até rolava química, mas depois de conseguir o que queriam (sexo) me dispensava. Eu gastava meu tempo, meu dinheiro e me sentia usado. Hoje em dia quer me ver? Gosta de mim? Vai ter que pagar minha passagem (pode ser de ônibus), cachê e meu hotel. Caso contrário, por menos de R$ 5 mil eu não levanto da cama nem por consideração (pode ser minha mãe que não vou!). 


11 outubro 2017

MINHA FAMÍLIA PARASITA


Até hoje fico me perguntando qual a função da família em nossas vidas que não seja te criticar ou fazer intrigas.

Nesta semana houve o casamento da maravilhosa Marina Ruy Barbosa, uma das festas mais comentadas nos últimos dias. Outro ponto que chamou a atenção foi o fato da ruiva não ter convidado alguns de seus parentes.


...

Há muitos anos atrás, quando alguém estourava na mídia  e ganhava muito dinheiro, sempre apareciam algum parente distante do artista alegando estar passando fome e que o artista não o ajudava. O artista chegava a ser muito criticado por conta disso. Nesta época eu achava ser jogada de marketing para envolver o nome do artista em polêmica e ele permanecer na mídia, mas não. Depois que eu consegui subir na vida, apareceu MUITOS PARENTES pedindo ajuda, isso depois de todos terem me virado as costas ou me atacado de alguma forma. A pessoa nem gostava de mim, mas bastou eu mudar de vida para ser o melhor de todos, amado e idolatrado. 

Não só no meu caso, mas como no caso de Marina Ruy Barbosa, as pessoas vem ao nosso encontro mais preocupadas com nossas contas bancárias do que prestigiar nosso trabalho em algum lançamento de livro, seção de autógrafos ou até mesmo trabalhos na Tv. Tem um ano que lancei meu livro e a desculpa que as pessoas que eu ajudei usam é que não tem dinheiro para comprar e estão passando por dificuldades.

A pessoa passa o ano todo chorando pobreza, aí quando chega setembro tá todo mundo no Rock In Rio, onde tudo é uma fortuna! E não tem R$ 12 reais para comprar um livro???

Eu ajudei muitas pessoas da minha família que não souberam ser agradecidos e até hoje falam mal de mim e ainda dizem que não fiz nada por eles. Se afastar de gente assim é a melhor forma de mantermos nossa saúde mental firme.

Eu sempre vejo conhecidos dizendo que aprendeu muito com suas famílias. Eu não faço ideia do que seja isso, pois não aprendi nada com a minha. Conversando com uma senhora numa cafeteria esses dias, ela me disse algo sábio:


Sim, nossa família (pai, mãe) nos ensina muita coisa. Eles nos ensinam a não ser pessoas como eles...




Proxima Página inicial