30 maio 2012

FALA QUE EU TE ESCUTO


Resolvi criar uma parte especial somente para os leitores, gosto de receber depoimentos sobre os post que escrevo e gosto ainda mais quando recebo e-mails de pessoas criativas sempre tendo algo bom a dizer (ou não).
Aí vai um novo link de uma nova página só para leitores.

                         >>> MENSAGENS DE LEITORES <<<

Pois as melhores delas, são as que recebo por e-mail.

29 maio 2012

O RIO DE JANEIRO CONTINUA LINDO - PARTE 01








Fuçando em minhas fotos guardadas em meu computador, me deparei com umas fotos e algumas lembranças de quando passei um “sufoco” na praia do Rio. Com um amigo meu resolvi ir ao Rio na intenção de passear, não tínhamos lugar certo para ir e até mesmo lugar para passar a noite, achamos que quando estivéssemos lá iriamos estar tão empolgados que nem conseguiríamos dormir. Engano nosso, pois chegou certa hora o cansaço bateu e aí que tivemos que dormir na praia. Ou tentar pelo menos.





Depois de rodar por toda a cidade paramos na praia e ficamos sentados admirando a vista.




Cansados estávamos em Copacabana, foi em uma de nossas andanças que conheci um cara na praia, passou perto de nós e começou a me encarar, parou atrás de um quiosque na espera que fosse até ele. Bom, claro que fui né, deixei meu amigo esperando e fui até a beira da praia com ele, onde pude fazer um oral maravilhoso nele, mesmo com pessoas próximas de nós, não nos importamos, também nem precisava pois ele acabou gozando rápido enquanto o chupava.






Pior foi na hora de dormir, com uma mochila a tira colo e apenas uma toalha dentro dela, o que serviu de cama para ficarmos deitados nas areias da praia, ou seja, os dois dividindo a mesma toalha. O certo seria revezarmos, cada um dorme um pouco, mas não, quando eu dormia meu amigo pegava o embalo e dormia junto deixando a gente sem “proteção” e toda vez que acordava tinha umas pessoas esquisitas perto de nós, com medo tive que ficar acordado a noite toda, enquanto meu amigo dormia bem tranquilamente.
Ao mesmo tempo em que foi um dia cheio e muito cansativo (pouco estressante), foi uma experiência única e gostosa ao mesmo tempo. Até repetiria se fosse o caso, mas com certeza bem mais preparado e quem sabe com algum lugar certo para dormir.





24 maio 2012

CASA DA LUZ VERMELHA: AGÊNCIA DE GAROTOS DE PROGRAMA - COPACABANA


POST ATUALIZADO EM 2017
Antes de começar, tem o link de minha entrevista para o programa Documento Verdade na Rede Tv : ( Entrevista completa Hiago Waldeck ) 



Fique por dentro sobre meu livro. Link: “O Diário Quase Secreto De Um Garoto de programa” e saiba como fiz para me tornar garoto de programa e alcançar os melhores clientes.

E agora na versão digital pela Amazon. Link: "Livro do Hiago, versão eBook"



Em primeiro lugar: Se você resolver me procurar para ficar fazendo perguntas idiotas do tipo :"Hiago, arruma seus clientes para mim" ou me encher a paciência pedindo dicas de como fazer programa, esquece! Saiba que será ignorado e ainda bloqueado. Não tenho SACO para ignorância humana. Recebo muitas mensagens e não tenho tempo de ficar digitando no celular pra falar com todo mundo. Se quiser alguma informação somente por e-mail. 


Segundo lugar: tem muito garoto (desculpe o termo, mas BURROS) que me procuram achando que eu contrato pessoas para trabalharem com sexo. Não sei de onde esse povo tira essa ideia idiota de que sou cafetão ou agência de prostituição . Prestem atenção, galera e leiam esta porra direito! Sou garoto de programa e não inicio ninguém


TEXTO: 

Concordo com aqueles que procura fazer bom uso de sua imagem ou nome que carrega na intenção de fazer boa divulgação, eu, por exemplo, procuro somente mostrar o meu lado bom e com isso recuso várias mensagens que recebo de pessoas que me xingam na intenção de prejudicar minha imagem.

Esta semana achei cômica uma situação que vivi ano passado e que resolvi pesquisar pra ver como está o andamento do lugar que frequentei.

Em 2011 acabei passando por uma agência de garotos de programa no Rio, com a ajuda do FAVORITO ( um cliente que, antes de nos conhecermos pessoalmente só conversamos por e-mail). Quando liguei para a agência o dono dela quem atendeu, comecei a dizer que estava interessado em estar trabalhando com eles e expliquei de minhas clientelas que tenho por aqui. Por telefone ele começa a me fazer algumas perguntas sobre tamanho do pênis, pé, corpo e algumas coisas mais e acabou marcando uma entrevista comigo dia seguinte, me passou o endereço e pediu que ligasse antes de chegar.


Por um minuto eu achei que não fosse pra mim esse lugar, pois ao telefone o dono me pergunta se eu vi o site dele e se vi os meninos que lá estão eu disse que sim, então ele me pergunta se eu teria o perfil (de luxo) dos meninos para trabalhar junto com eles. Na hora me senti menosprezado, pois não havia visto o site e nem imaginava como seriam os meninos> Imaginei que todos fossem musculosos ou extraordinários em algum sentido, o jeito foi ver o site e os anúncios dos meninos lá.
A agência fica em COPACABANA ( nem sei se ainda existe) , aparentemente um lugar legal, mas só para quem está de fora. Conversando com o dono da casa ele me passa a situação de todo o esquema: "150 o programa, metade da casa e a outra parte do garoto. 300 reais se for casal. Para mim não seria lucrativo, pois lá os meninos são selecionados pelo site da agência, onde estão nomes e um curto perfil de cada um junto com a foto. No máximo eles fazem dois programas por dia com homem, mulher e casais. Outra coisa é que ele não aceita drogas no local e nem que se relacionem com o pessoal do prédio onde a agência fica. Os programas são feitos fora dali."
Ele me ofereceu casa, comida e roupa lavada grátis por cinco dias, como faz com todos os meninos e depois desse prazo teria de pagar a casa. O que me fez pensar: Caso eu não fizesse nenhum programa, como pagaria? Sairia devendo a casa?  Nem todos os meninos lá são bonitos, tem um e outro bacaninha. Aí já paro para pensar que sairia bem melhor que muitos ali na casa, e sem contar que já tem um HIAGO lá. Muito simpático, foi o único que deu atenção, por ele também ser novo na casa com tinha uma semana. Só não gostei, pois o dono queria que eu trocasse meu nome:


- Já temos um Hiago na casa, a gente vai ter que trocar seu nome pra não dar problema.

Disse ele, só que não tinha a menor chance disso acontecer.

Chegou à parte em que ele me analisa. Fico em pé na frente dele que me pede para tirar a roupa, sentar na cama e ficar de pau duro vendo um filme ao seu lado. O dono da casa é um coroa sem charme nenhum, tipo aqueles coroas de asilo que se bobear mantém os garotos ali mais para cuidar dele do que fazer programa.
Sentado na cama ele começa a alisar o meu corpo, primeiro me pede para ver meus pés (“ver meu pé” foi uma suposição, ele tinha operado de catarata e não estava enxergando nada), pois tem cliente que tem esse fetiche com pés, depois passa a mão na minha cabeça (reclamou por raspar ela) passando pelo pescoço até chegar ao meu pau (que não estava duro por causa dele) depois pede para sentir minha bunda e fica lá, alisando ela como se estivesse lustrando móvel, depois pede para eu sentar em seu colo, putz! Situação nada confortável para mim. Já teve clientes que me dava vontade de passar mal, mas no caso dele fazendo isso comigo, foi pior!

Ele no começo me pareceu ser super gente boa, me deu conselhos, disse para tomar cuidado com essa vida que levo, enfim, até no começo me senti em casa, mas depois vi comentando de outro GP, que não estava ali para se defender e criticando duramente o rapaz.  Se não tá satisfeito com o cara, manda embora (penso eu).

 Eu assinei um contrato para liberação da minha imagem no site, pois ele iria ficar comigo na casa. O fotógrafo estaria a caminho da casa mais tarde para poder tirar minhas fotos e postar no site, mas sinceramente , não ia rolar da minha parte. Eu achei que ganharia o dobro que cobro pelos meus programas, mas se eu ficasse com eles, ganharia a metade e isso não seria lucrativo. Ficando ali, no mínimo ganharia uns 500 reais por mês, sendo que ganho o dobro estando trabalhando por conta própria. Sem contar que recebo muita gente de fora, principalmente RIO que me procura para fazer programa. Eu saio da casa e disse a ele que voltaria mais tarde para tirar as fotos, mas acabei caindo fora dali. Assinei o contrato e vejo o rapaz que estava fazendo minha ficha quando colocou o nome Hiago com “Y”, tentei o corrigir, mas nem me deu ideia.


Entrei no site para ver se tinha atualizado os meninos que por lá tinham, vi que o Hiago de lá acabou saindo, e que os meninos de hoje que estão lá na verdade não são nem meninos, pois têm uns coroas barrigudos querendo ganhar dinheiro com aquelas picas torta e barriga de cerveja que ninguém merece (nada contra), meu deboche é mais com o dono mesmo, que encheu a boca pra dizer que os meninos eram padrão. Sem contar que tem uns magrinhos lá (também ou magro, mas nem tanto quanto um que vi) que uma só metida já quebra ele ao meio.





22 maio 2012

SEXO NADA BOM: SEM HIGIENE - PAU FEDIDO


Estava na rua quando meu celular toca, era mais um cliente a fim de sexo e queria que eu estivesse em sua casa naquele momento em que me ligou, sua fome parecia ser grande, por isso o interesse que vá rápido até sua casa. Eu já estava de banho tomado e todo limpo, e como não podia o deixar esperando, pois perderia clientela fui rapidamente até sua casa, no caminho ele foi me dando as coordenadas de onde morava.

Ele é um coroa, quarenta e poucos anos e com olhos verdes (mais uma vez digo, meu tesão).

Chegando a seu apartamento tomei um copo de água e começamos a conversar, ele era gordo e a única coisa que me agradava eram os olhos, ele me disse das coisas que gostava e dos outros garotos de programa que já saiu, o que fez da vida e muito mais blábláblá.

   Ele estava cheio de tesão, tanto que chegava a transpirar mesmo nem tendo tocado nele, fomos ao quarto e começou o masoquismo, começamos a nos beijar (confesso que não me agradou muito, pois não gosto de beijar qualquer um, mas como eu disse que faço tudo na cama não pude voltar com minha palavra). Em seguida ele começou a me bater, tapas na bunda e na cara, e me disse que adorava apanhar, foi aí que meti minha mão nele com vontade, tapas na bunda e na cara, além de mordidas das duas partes, o tratei como uma criança, o coloquei de bruços e comecei a bater em sua bunda que por ser gordinho era grande.

 Coloquei meu pau em sua boca e ele com muita fome chupou, era bonito de se ver a boca dele abocanhando meu cacete, em seguida ele me pediu que eu o chupasse, não me agradou muito ter que fazer isso, ele não tem o pau grande, era pequeno e com um cheiro forte que me fazia perde o tesão, isso por que tinha acabado de sair do banho. A cabeça de seu pau era coberta com a pele, acho que na hora do banho ele deve ter esquecido de arregaçar a pele do piru pra lavar, por isso estava com aquele cheiro horroroso, lambi seu saco e fiquei somente nisso, o tesão da parte dele era grande e pediu que eu o penetrasse, coloquei a camisinha, ele ficou na posição de frango assado, e pude ver que o além do frango ele também estava assado, o que piorou, pois depois de um pau fedido e uma bunda assada não há tesão que resista.

Ver ele de quatro pra mim em cima da cama era uma coisa muito feia de se ver, ele não era atraente (não que me importe com isso), mas sua bunda estava toda assada que quando o vejo naquela posição meu pau cai na hora, fiquei um pouco constrangido por isso ter acontecido, mas era inevitável, ele conseguiu me fazer perder o interesse com seu corpo nada cuidado.

Eu tinha dado a desculpa falando que não estava conseguindo o penetrar, pois ele estava apertado, ele na mesma hora coloca sua mão por debaixo dele chegando até sua bunda e na maior facilidade enfia os dedos em seu rabo e ainda me diz:

- Como você não está conseguindo me comer sendo que cabe quase minha mão inteira dentro de mim?

Caralho isso me deu foi dor de cabeça, coisa nojenta, pelo menos uns quatro dedos ele tinha colocado em seu rabo sem fazer esforço, minha desculpa que ele estava apertado não colou, tive que dizer que era alérgico a camisinha então. Na verdade o que eu queria era que ele me dissesse que não precisava mais comer ele e que eu poderia ir embora, mas não, tive que ficar com ele até o fim.

Final da história, ficamos na punheta, pois quando ele colocava a mão em meu pau eu conseguia ficar excitado, eu adoro uma punheta com outra pessoa isso me excita muito, mas tive que evitar lembrar de sua bunda assada e sem contar que não era somente isso, depois que ele colocou sua mão quase que toda dentro de seu rabo, quando eu vejo seu cu havia algumas coisas saltadas para fora, sei lá o que era aquilo, na hora deduzi que fosse hemorroida, pois estava muito feio e bem frouxo.

Ele terminou gozando na punheta, achei que fosse reclamar de meus serviços, mas acabou ficando quieto, também nem poderia falar nada, pois quem seria capaz de ficar excitado com um pau fedido esfregando na sua cara? Tem gente que gosta e eu não faço parte desse grupo. Se ele tivesse lavado bem seu pintinho até arriscaria dar uma chupadinha na sua buceta (ele dizia assim, chamava seu pinto de buceta).

As emoções não terminam por aí, no final quando eu já estava arrumado e pronto para ir embora, pedi um copo de água, e quando fomos para a cozinha em cima da geladeira havia fotos de sua família, o que me deixou espantado, pois quando perguntei das pessoas na foto ele foi me falando quem eram, e um garoto que estava lá é exatamente um garoto que eu havia conhecido e que já comentei dele aqui no blog, que acabamos morando juntos  >>>leia aqui<<<  o coroa era o pai do menino que morou comigo e teve problemas com drogas, ele é o pai que estava doente e que ele me disse na carta que me deixou que iria vê-lo.

Mundo pequeno, acabei ficando com o pai de meu amigo, ele também era gay e deve ter herdado isso do pai. Não creio em situação de abuso, pois percebi que mesmo sendo safado ele tem o maior respeito pelo seu filho, e a luta foi grande para tirá-lo das drogas. Acabamos estendendo a conversa, pois tínhamos muita coisa a dizer sobre a situação.


Fique por dentro sobre meu livro. Link: “O Diário Quase Secreto De Um Garoto de Programa” e saiba como fiz para me tornar garoto de programa e alcançar os melhores clientes.

E agora na versão digital pela Amazon. Link: "Livro do Hiago, versão eBook"



19 maio 2012

ANDORINHAS - RELATOS DE GAROTAS DE PROGRAMA






Andorinhas: Sinônimo de "Prostituta de Estrada"


A jornalista e fotógrafa Nana Moraes, vencedora de seis prêmios Abril de Jornalismo, lançou no último dia 4 o livro “Andorinhas”. O projeto reúne imagens e relatos de cinco garotas de programa que conheceu na Rodovia Presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro.


No livro, Nana apresenta imagens em que aplica uma técnica que desenvolve desde 1997, chamada “fototinta”, através da qual adiciona pintura à fotografia. O livro tem 156 páginas e o prefácio foi escrito pelo cineasta brasileiro Walter Salles.


Nana trabalha há 20 anos para os mercados editorial, fonográfico e publicitário. Como fotógrafa, já realizou a individual, “Mulher, Tinta e Fotografia”, e participou de várias exposições coletivas. Entre elas, “Eternal Feminine Plural”, na International Labor Organization, em Genebra.


Nesta terça-feira (15), Nana concedeu uma entrevista exclusiva ao Portal Photos. Por e-mail, a artista falou mais sobre o projeto Andorinhas e sobre a técnica fototinta. Confira!




PORTAL PHOTOS - Como surgiu a ideia de reunir nesse projeto relatos e imagens de garotas de programa?


NANA MORAES - Há muito tempo estava a procura de um caminho alternativo para meu trabalho. Sentia como se faltasse alguma coisa para que através da fotografia, pudesse realmente contribuir, pudesse deixar para meus filhos e netos mais do que imagens bonitas. Acredito que a arte, também, tenha o papel de instigar e de abrir novos ou velhos debates.


PORTAL PHOTOS - Qual a maior lição que fica depois dessa experiência - como pessoa e como profissional?


NANA MORAES - Aprender a olhar o outro, desvelar a dignidade, seja de quem for, trazer a humanidade a tona dos que lutam por sobrevivência.


PORTAL PHOTOS - E a técnica "Fototinta"? Como a conheceu e como ela é aplicada à fotografia?


NANA MORAES - A “Fototinta” é uma técnica que desenvolvo desde 1997. Nesta técnica, totalmente artesanal, trabalho a tinta colorida sobre a ampliação em preto e branco e depois faço uma nova foto em cor para que a tinta se una a ampliação e tenha um resultado fotográfico.





Minha foto preferida, ao mesmo tempo que é sex chega a ser
uma imagem inocente, me lembra uma Lolita.









04 maio 2012

AMOR PRA VIDA TODA






 
 
 
 
 
Ela: Alô?
Ele: Alô, sou eu!
Ela: (Ela fica em silêncio um tempo) ...Você de novo?
Ele: Não desliga! Deixe eu te falar algo!
Ela: ...
Ele: Olha, eu sei que a gente terminou, mas... Eu ainda te amo! Tudo bem se não quiser mais ficar comigo...... Mas não precisa parar de falar comigo! Você prometeu que nunca iria sair do meu lado, não importa o que aconteça, não é?
Ela: (Silêncio) ...Você ainda não se tocou garoto? Eu quero te esquecer.
Ele: Eu entendo, mas ainda podemos ser amigos.
Ela: Não, não podemos.
Ele: Por quê?
Ela: ...
Ele: A gente era feliz, não? A gente se divertia muito juntos... Soh de olhar um pro outro, já sorriamos... Poucas palavras já faziam nosso dia valer a pena, não é??
Ela: ...É...
Ele: Então por quê?
Ela: ...
Ele: Responde.
Ela: Por que eu não quero mais te ver. Você me fez chorar muito.
Ele: Eu sei, mas eu também te fiz sorrir muito, não? Eu sei que eu não devia ter duvidado de você...
Ela: Agora é tarde.
Ele: Mas-
Ela: Adeus.
Ele: Espere, eu te-
(Ela desliga o telefone)

ALGUNS DIAS DEPOIS

(O telefone toca)
Ela: Alô?
Ele: Oi, sou eu de novo!
Ela: Aff, o que você quer dessa vez?
Ele: Calma! Só quero te fazer uma pergunta...
Ela: (Silencio) ...Fala.
Ele: Você me amou?
Ela: Amei.
(Os dois ficam em silêncio um tempo)
Ele: Que bom... Quer dizer que não foi tudo mentira... Hey, posso te dizer uma coisa?
Ela: Diga.
Ele: Eu ainda te amo, ok? Sempre vou te amar. Eu te prometo, não importa quanto tempo passe, eu sempre vou te amar.
Ela: (Silencio) ...Aham, sei.
Ele: É verdade!
Ela: ...
Ele: Você tá aí?
(Ela desliga o telefone)

UM MÊS SE PASSOU

(O telefone toca)
Ela: Alô?
Ele: Sou eu, não desliga!
Ela: Por que não deveria?
Ele: Olha, por favor, vamos terminar esse assunto. Para de me evitar. Nem consigo te ver no colégio mais!
Ela: Eu me mudei de colégio.
Ele: Hã? Por quê?
Ela: Não quero mais te ver.
Ele: .....
Ela: E então? O que você queria me dizer?
Ele: Por quê você age como se quisesse me machucar?
Ela: (Silencio)
Ele: Hein?
Ela: E você não me machucou?? Você jurou que ia confiar em mim!!
Ele: ....
Ela: Você só fez promessas e as quebrou depois!
Ele: ....
Ela: Por que não me esquece, hein?
Ele: Por que o dia em que eu me esquecer de você... Eu terei morrido.
Ela: Então morra.
(Desliga)

MAIS ALGUNS MESES SE PASSARAM. O GAROTO CONTINUOU LIGANDO PRA ELA, MAS ELA PAROU DE ATENDER OS TELEFONEMAS. ATÉ QUE UM DIA, POR ALGUM MOTIVO ELA ATENDEU.

Ela: Alô?
Ele: Sou eu.
Ela: O que quer agora?
Ele: Calma, não desliga. Não vim correr atrás de você.
Ela: Hã?
Ele: Sim, eu esqueci de você.
Ela: (Silêncio)
Ele: Só liguei pra dizer isso.
Ela: Por que você decidiu me esquecer? (com a voz tremula)
Ele: ...Por que você pediu.
Ela: Como assim?
Ele: Eu te amo e sempre vou te amar. Mas vou esquece-la.
Ela: O que? Eu não to entendendo!
Ele: Adeus.
Ela: O que? ESPE-
(Mas ele já havia desligado o telefone)

UM MES SE PASSOU E O GAROTO NUNCA MAIS LIGOU. A GAROTA COMEÇOU A FICAR PREOCUPADA COM ELE. UM DIA ELA DECIDIU IR NA CASA DO GAROTO, PARA VER COMO ELE ESTAVA. UMA SENHORA ATENDEU A PORTA.
Ela: Oi.
Mãe: Olá... (a mãe do garoto demora um pouco, mas reconhece a ex do filho) Há quanto tempo! O que faz aqui?
Ela: Eu vim ver como o seu filho está.
Mãe: (começa a chorar)
Ela: Senhora, o que houve?
Mãe: (chorando) Você não ficou sabendo?
Ela: Do que?
Mãe: Ele... Se matou.
Ela: O que?? (os olhos dela se enchem de lagrimas)
Mãe: (chorando) Creio... Que foi pra você que ele deixou essa carta.

A GAROTA PEGOU A CARTA E FOI PRA CASA. ELA CHEGOU EM CASA, SE
TRANCOU NO QUARTO, SENTOU NA CAMA E COMEÇOU A CHORAR. SOMENTE ALGUMAS HORAS DEPOIS ELA TEVE CORAGEM DE ABRIR A CARTA.

"Eu sei que quebrei uma promessa quando não confiei em você... Mas não quero quebrar mais nenhuma... Agora eu posso dizer... Eu esqueci de você."

A GAROTA ENTENDEU QUE AQUELE ULTIMO TELEFONEMA DO GAROTO FOI UMA DESPEDIDA. ELE HAVIA AVISADO A ELA O QUE ELE FARIA E ELA NÃO HAVIA ENTENDIDO. O GAROTO HAVIA CUMPRIDO A PROMESSA DE QUE AMARIA ELA ATÉ O FINAL E QUE SÓ ESQUECERIA DELA QUANDO MORRESSE. O GAROTO SÓ QUIS PROVAR PRA ELA QUE CUMPRIRIA SUAS PROMESSAS DE UM JEITO OU DE OUTRO.

O QUE O GAROTO NÃO SABIA É QUE TODO DIA A GAROTA ESPERAVA PELOS TELEFONEMAS DELE. E SEMPRE QUE ELA DESLIGAVA, ELA COMEÇAVA A CHORAR. POR MAIS QUE A GAROTA DISSESSE QUE QUERIA ESQUECE-LO, ELA APENAS ESTAVA TENTANDO CONVENCER A SI MESMA DISSO. A GAROTA SEMPRE HAVIA O AMADO. MAS NÃO QUERIA ADMITIR.

NO DIA SEGUINTE, A GAROTA FOI ENCONTRADA ENFORCADA EM SEU QUARTO COM UMA CARTA ONDE ESTAVA ESCRITO:

"Você cumpriu suas promessas, agora eu tenho de cumprir a minha. Eu ficarei ao seu lado, não importa o que aconteça."

OS DOIS CUMPRIRAM SUAS PROMESSAS. MAS OS DOIS SE ARREPENDERAM DE APENAS UMA COISA. SE ARREPENDERAM DE NÃO TEREM CUMPRIDO-AS JUNTOS. EM VIDA.

Ainda da tempo... Seja fiel a(o) sua(seu) parceira(o) e cumpra o prometeu a ela(ele)

REFLITAM ♥
 
 
 
Anterior Proxima Página inicial