25 novembro 2012

BLOG : DYÁRIO NO ARMÁRYO



Já fui chamado de muitas coisas na vida: Imitador da Surfistinha, puto barato, viado escroto, enfim. Coisas que nem de longe chega a me preocupar ou me deixar pressionado se alguém sabe quem sou ou onde trabalho. Mas pra compensar esse bando de gente besta que só sabe falar merda da vida dos outros, tem aqueles que me deixam bem feliz ao comentar algo de bom, me elogiando ou com postagens a meu respeito.

Eis aqui mais um blog com assuntos que desperta o interesse de qualquer pessoa, um garoto contando suas aventuras sexuais, não as aventuras de um garoto de programa, mas sim de alguém que curte cada momento que passa com alguma pessoa e deixa registrado em seu blog como recordação. Não é meu cliente, não tivemos nenhum tipo de contato físico, mas isso não impediu de que gostasse e o respeitasse e por que não sentir tesão pelas coisas que ele faz e divide com a gente em seu blog, Dyário no Armáryo.
Tenho certeza que irão curtir, assim como eu o texto que ele fez pra mim,  >>> Hiago Waldeck <<<

PURO VENENO - RAIVA, ÓDIO E MÁGOA



Encontrei com uma pessoa de minha família que ficou espantada ao saber que sou independente e que estou muito bem! Com certeza ela deve saber das coisas que faço, mas acho que não aceitou muito quando comentei pra ela sobre algumas mudanças em minha vida. A cara dela não deixou mentir e consegui ler seus pensamentos e com sua expressão foi bem claro o que estava pensando: mas como você conseguiu chegar até aqui? Como você conseguiu “subir” na vida? Foi exatamente isso que ela pensou, tenho certeza!

Pra algumas pessoas de minha família, foi difícil conseguir algo pra eles, tipo casa própria, carro ou alguém que os banque! Caso tenham conseguido, foi com a idade já avançada.

Acho que alguns estavam achando que eu seria aquele garoto de sempre, aquele muleque lambão que andava descalço e com roupas rasgadas. Achava que não passaria disso. Tô preparando uma “surpresa” pra alguns de minha família, não tenho que provar nada a ninguém, mas faço questão de que saiba de tudo o que fiz, de tudo que consegui e das coisas que estão por vir!

Diferentes de algumas “quengas” da família, eu sou o que conseguiu ir mais longe! Os outros se perderam no meio do caminho, tentando dar golpes como o da barriga e alguns que tinha tudo pra ser “alguém” na vida, caiu aos pés das drogas!

Eu ainda irei vomitar tudo de ruim que me fizeram engolir. Das humilhações até as acusações.

Me aguardem!

19 novembro 2012

NÃO FOI DESSA VEZ: PODE MANDAR O PRÓXIMO







Cada gente estranha que aparece ao longo dessa vida, que #PutaQuePariu, depois de termos saído pela primeira e segunda vez, ele acha que pode me parar na rua pra saber se irei novamente a sua casa e ainda por cima me dar beijinho como se já tivéssemos alguma coisa. Tá certo, ainda há vagas em meu coração, mas quem tem de escolher a pessoa que eu quero pra minha vida ,sou eu!

Bom, na verdade vai depender muito da outra parte também, mas no caso dele não estou muito a fim de ter algo, é uma pessoa bacana, trabalha, simples (pegajoso), mas muito legal, só que não rolou a química pra namoro, pelo menos não da minha parte. Agora se depender dele, acho que amanhã mesmo me mudaria pra sua casa.

Às vezes saindo a cada dia com alguém diferente fica aquela dúvida na minha cabeça: será que é isso mesmo que eu quero, me relacionar?

Do mesmo jeito que conheci gente mala, também conheci pessoas apaixonantes e que me faz voltar atrás com o pensamento de #UmNamoradoParaHiago.

Não me importo se parece ridículo a situação de um garoto de programa procurar um alguém, mesmo sabendo de meu passado e de tudo que faço, não faltaram pretendentes a fim de ter algo comigo. Até agora, não veio àquele que me faz ficar pensando nele 24 horas por dia ou até mesmo tocar várias punhetas imaginando alguma coisa gostosa na cama. Pode até ter aparecido, mas se não “rolou” é por que com certeza deve ter mudado seu comportamento do que tinha me passado, as vezes aquela pessoa doce, se torna possessiva!

OBS: O amor é igual ônibus: o meu nunca vem, só os dos outros.

Bom dia.
Anterior Proxima Página inicial