quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

DOSE DULPA: REVEZAMENTO DE PICA E GOZADAS NA BOCA


Estava a fim de dar uma saída agora, mesmo sendo de madrugada e eu ter atendido uma clientela boa ontem e até agora estar cansado, não deixou de impedir que meu tesão se apagasse, minha intenção era procurar algo diferente, nada de sexo, pois disso, estou cheio, estava pensando em algo do tipo com mais toque e alisamento, sentir uma mão correndo pelo meu corpo enquanto recebo muitos beijos. Meu pedido foi atendido, acabei ganhando em dose dupla, o que me deixou bem animado. Dois amigos me procuram querendo uma festinha a três, eu sei que já disse que não faço esse tipo de coisa, mas eu queria sim algo diferente, além de tudo isso que eu disse ter vontade de fazer, caso não acontecesse, estava pensando no plano “B” que seria sair num local público e inusitado, como um campo aberto que tem aqui ao lado de casa, era isso que passava pela minha cabeça: carinho ou sexo ao ar livre.

Estes dois amigos resolveram vir me encontrar, converso com os dois ao telefone para vermos onde nos encontraríamos, a voz deles era encantadora, muito gostosa, mesmo assim tive medo de encontrá-los, fiquei na dúvida achando que pudesse ser um casal que já cheguei a sair e no qual não pretendo sair novamente, enrolei o máximo que pude pra tentar descobrir se eram eles fingindo outro nome, sem contar que na hora passou pela minha cabeça o fato de estar saindo com dois ao mesmo tempo, o risco que eu estava correndo, imaginem: eu com mais dois caras enfiados no meio do mato, vai que eles resolvem me matar e amanhã sai no jornal Beira-rio que um garoto foi encontrado morto com golpes na cabeça. Sério, pensei exatamente nisso quando saí para encontrá-los. O encontro perto do local onde ficaríamos (aqui perto de casa mesmo), nos esbarramos no meio do caminho e já os paraei, já sabia que eram eles, pois havia me ligado dizendo estar perto (se não fosse passaria vergonha) são dois caras tesudos, um branquinho e o outro moreno, muito bonito. O branquinho logo de cara me pergunta onde iriamos para eu os chupar, assim disse o local onde ficaríamos.

Chegando lá estava um pouco tenso, mas os dois souberam levar bem a situação me deixando muito confortável, nada como das outras vezes que na mesma hora tive vontade de sair correndo e deixar os rapazes pra lá, com eles me senti a fim de estar os chupando, só não rolaria penetração, combinei com eles que seria só chupadas. Chegamos e ele me pergunta quem eu chuparia primeiro, como ele já tinha tirado a bermuda, caí de boca no seu pinto, ele tinha um corpo todo grande, não o considero gordo, mas sim cheinho, mas um cheinho muito, mas muito gostoso, fiquei o chupando o maior tempão, o outro estava encostado na parede, esperando sua vez, pra não o deixar de lado, comecei a chupar seu pinto que também estava muito gostoso. Fizemos uma bagunça boa no meio daquele mato, exatamente o que meu tesão pedia e sem contar, que não esperava que fosse com dois casa super discretos e ótimos na putaria. Quando comecei a chupar o moreninho, o outro começa a alisar minha bunda passando os dedos pelo me cu, me pede que empine a bunda para senti-la melhor, fico de pé e inclinado para chupar um enquanto o outro passava a língua pela minha bunda, deixando-a molhada para ficar enfiando o dedo nela.

Me senti completo e muito realizado por ter duas picas naquela hora matando a minha vontade de enfiar uma rola na boca, ora chupava e punhetava o outro, fazia revezamento de pica com um de cada vez e até mesmo tentando colocar os dois na boca, muito divertido.

E o beijo, que beijo foi aquele? Enquanto estávamos no boquete, eu chupando e o outro lambendo minha bunda, resolvi investi e tentar um beijo, o moreno beijava muito bem, boca gostosa e macia, aproveitei o embalo e comecei a beijar o branquinho, que beijava melhor ainda me deixando maluco e pensando que não seria possível ter duas pessoas ao meu lado fazendo minhas vontades e tudo aquilo que me excita. Depois de momentos gostosos com eles, foi à hora de gozar, primeiro o branquinho me coloca pra chupá-lo e lamber seu saco, mira em minha boca e goza me enchendo de leite. Depois chegou a hora do moreno, que estava na punheta enquanto recebia o leite de seu amigo, chegando a hora também goza, na minha boca.

Depois disso tinha tudo para acabar e eles irem embora, mas não, eles ficaram ali comigo me alisando, passando a mão pelo meu corpo, um me abraça por trás e percorre todo meu corpo me alisando e o outro, de frente lambendo meu peito, até que eu gozasse. Bem diferente dos que eu pego por aí que logo depois de gozar, cai fora. Acredita que eu tô tão anestesiado que nem com sono eu tô? Eu quando saí, caprichei no perfume, o que eu uso é forte e mesmo assim, tô sentindo o cheiro deles no meu corpo, parece que pregou nas minhas narinas e pelo jeito, vou dormir sentindo eles. No final me perguntam se poderia me ligar novamente. Que pergunta, claro que sim. Rsrs.
Leia Mais ►

VOCÊ QUE NÃO SABE O QUE FAZER DA VIDA: COLOQUE SUA MELHOR ROUPA E SAIA A PROCURA DE UM MARIDO RICO...


Agora são 00:26min.
Sinto-me um zumbi, passei o dia todo trancado em casa, apenas saí na parte da manhã, pois no restante do dia permaneci em casa, esperando a cada hora marcada um cliente diferente chegar, agora a noite estava muito tranquilo, já tinha encerrado meu expediente e foi aí que resolvi ler meus e-mails, nada de postar sobre minhas saídas agora, estou cansado demais pra isso, de acordo com que vão se passando as semanas, vou falando algo a respeito. Nessa solidão que me encontro, aproveitei pra tentar ler os pensamentos de algumas pessoas que não agem como se fosses gente, tentando entender a mente perturbada de cada pessoa que passou pela minha vida durante esses dias, tanto pessoas de trabalho quanto clientes. Acho que tá na hora de tomar outro banho, me arrumar e sair à caça de alguém, não qualquer pessoa como esses idiotas que me levaram a praia (né alê?), tô precisando de novidade e tá muito difícil de achar aqui, na região. As coisas andam tão caídas que desanima tentar procurar algo bacana, na verdade não tô a procura de sexo (não hoje) e nem preciso sendo que todos sabem como me achar, eu quero algo do tipo... Sei lá, eu devo estar bêbado com tanto chocolate que comi agora à noite (risos loucos).

Não sei o que vou fazer e nem pra onde vou, mas a noite é uma criança, ainda dá tempo de aproveitar algo (fora daqui, pois em Resende, tá tudo morto!).

Antes que me esqueça, queria agradecer aos e-mails que recebi hoje, quero dizer que todos serão respondidos e que continuem me escrevendo, gosto de saber da vida de cada um, de suas aflições, lutas e elogios é claro, rsrsrs.

Tô indo, fuiii...

 
 
 
Leia Mais ►

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

THE FIGHT: CLIENTE vs GAROTO DE PROGRAMA


Até a um tempo atrás, tinha comentado sobre clientes x garotos de programa, sobre algumas lutas enfrentadas por existir GP que faz uso de ameaças para extorquir dinheiro, recebi e-mails de pessoas dizendo que GP são pessoas egoístas e só querem se dar bem, tentei aliviar o nosso lado e dizer que clientes nem sempre estão a fim de sexo, mas sim de sacanear e prejudicar. Hoje me aconteceu algo que me deixou chocado, não me preocupei nem um pouco com isso, mas foi uma prova de que nem os clientes são de confiança.

Há um tempo, conheci um cara e tivemos dois encontros, foi bacana apesar de ele ter dado uma broxada na primeira vez e ter fingido que tinha gozado. Da segunda vez eu acho que ele estava tão nervoso que seu pinto nem funcionou, mesmo assim ficamos o tempo certo do programa juntos. Hoje ao andar pela rua para fazer minhas coisas, me encontro com ele que me cumprimenta e conversa normal, não tenho o porquê não tratá-lo bem, não deixa de ser pessoas e amigos (mesmo sendo clientes), só que ele estava a fim de sair comigo agora, mas eu não queria, disse que nossa época de sair e fazer programa tinha acabado e não estava a fim de sair novamente, com a insistência disse a ele que me procurasse outro dia, quando estivesse mais tranquilo, disse isso para que ele desencanasse e me deixasse ir, mas não adiantou e ele ficou irritado por não querer nada agora. Na raiva, além de andar atrás de mim na rua, ele começa a falar alto comigo dizendo que iria explanar sobre mim (como se ninguém soubesse, kkkkk) e que era pra eu mudar de lugar, pois todos iriam saber. Por algumas vezes, ele chegou a me ver entrando e saindo do prédio onde moro atualmente, neste caso, ele sabe onde eu moro e por isso, tentou me intimar achando que por saber onde moro seria mais fácil de me pressionar para eu ceder.

Matar ou roubar não seria o caso dele, ele é do tipo que gosta de perseguir até conseguir o que quer. Se ele for de falar para todos como disse, tomara que assim, eu consiga mais clientes (risos debochado)...

Bom, depois dessa espero que os outros parem de achar que só GP tem o costume de ameaçar caso não consiga algo (dinheiro alheio). E aí, será que os preconceituosos de plantão irão discriminar clientes que também agem de forma errada? Pois falar que GP é uma raça de interesseiros, o que dizer sobre esse tipo de cliente, que te aborda na rua e te ameaça?
Leia Mais ►

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

DESTAQUES DA CIDADE: BRUTALIDADE E IGNORÂNCIA





Ahhh, agora sim tá explicado o porquê as pessoas daqui se sentem tanto! Estava andando de carro com um amigo (hétero) e ele ao ver umas meninas andando na rua, começa a mexer com elas, tipo, as meninas estavam vestidas bem, saia curta, salto alto, mas toda torta, pior que o Corcunda de Notre Dame, juro, parecia que tinham levado um soco na boca do estômago e se escolheram de dor de tão torta que estavam, meu amigo ao passar e assobiar para elas, nossa, aí que elas se sentiram mesmo, a menina de corcunda ficou reta num instante, estufou a bunda, empinou os peitos (que não tinha) e começou a desfilar como a Top das Top...

Homem (hétero) é um bicho besta mesmo, né, não pode ver mulher que fica secando como se fosse um pedaço de carne que estava ali pra ser chupado e mordido, sem contar que a maioria que mexem, são desses caras gordos, banguela (nada contra, masss) e fedidos que acham que alguém de fora vai dar ideia a eles.

Tenho uma porrada de amigos feios que mexem com essas gostosas de academia dizendo: se eu pego eu arrebento. Meu Deus, quanta idiotice em achar que uma mulher gata vai dar ideia pra essas oferendas (pois os bichos são feios). E se você não mexe, eles ainda falam: ué, você não mexeu, não gosta de mulé, pow? Gostar eu gosto, a diferença é que sei me colocar no meu lugar e sei muito bem quando serei bem tratado ao intimar alguma delas.

Se bem que tem homossexual aí que são bem filhas da puta, na rua e na cara dura, passa um e me diz: quero ficar com você! Isso por que eu nem o conhecia, passa perto e me diz isso, eu fico quieto e continuo andando. Esses dias um conhecido meu apareceu com o braço enfaixado, perguntei o que foi e ele me disse que um “viado” tinha mexido com ele, na raiva deu um soco que chegou a machucar seu braço. Violência também não, né gente!

Mulher gostosa de verdade são essas sim de academia, peitudas, corpinho fino, nada magro demais, pernas grossas, mas acima de tudo, com muita educação e simplicidade, nada dessas meninas que acham que por serem ”bombadas” viram a cara e se bobear, passam por cima de você na rua caso entre em seu caminho, acho que por isso não entrei na academia (um pouco foi falta de coragem, mesmo) é tanta gente que se vê por lá que se sente a tal, e os caras malhados então? Sonho de consumo de qualquer gay, isso quando não são aquelas coisas bizarras que tem por aí, chegando a parecer um sapão de tão feio ou algo mais deformado, como se tivesse passado por alguma experiência alienígena ou mutação genética. Tem um cara que conheço que é um demo (demônio) de tão feio, mas com o corpo fortinho (tá quase bom) e um carro do ano, todas as meninas dão em cima dele (por causa do carro) e ele jura que é o Paulo Zulu na versão musculosa e mais gostoso, as meninas aproveitam e dão a buceta mesmo, mas na intenção de ganhar algo em troca. Um carro, talvez? Pior que os bobos são noivos, além de feios, são traíras que não dão valor nas esposas. Deveria dar graças a Deus por conseguir alguém, pois um corpinho bonito não significa nada se não tem amor próprio e dignidade.

Aproveitando o embalo, vim dar os parabéns a mais um besta daqui, um cara que apareceu em meu serviço querendo exclusividade no atendimento sendo que eu estava atendendo outra cliente, no que ele me chama e me dá o dinheiro do pagamento, digo a ele que esperasse um minuto, ele na raiva começou a gritar dizendo ser palhaçada não querer receber dele e que se eu não cobrasse, iria embora! Sabe, na hora pensei: por que tamanha ignorância só para ser o primeiro? Na hora a cliente que eu atendia disse que eu poderia atendê-lo, o fiz e ele foi embora. Se tivesse ido sem pagar, meu bolso não sentiria o peso disso, pouco me importava se tivesse ido, o que mais me incomodou foi seu jeito de achar que era o melhor e querer ser atendido na frente de quem chegou primeiro. Nossa, a cada dia que passa infelizmente tô conhecendo mais e mais gente desse tipo, fudido filha da puta querendo bancar o gostosão e achando que falando alto ou fechando a cara tá fazendo papel de homem e intimidando, na verdade fez vergonha e me fez ter mais uma certeza de que o povo daqui são pessoas pequenas de coração, consciência e tudo mais que pudesse se chamar de descente, coisa que não vejo muito por aí.

Resendense gosta de resolver as coisas no grito, aos berros acha que comanda a situação e controla tudo, sai ainda com a cabeça erguida como se fosse o máximo (tenho mais dinheiro que ele e nem por isso fico assim), apesar de morar aqui 6 anos completando agora em julho, digo sim que só agora tô conhecendo uma parte grossa das pessoas, esse sim é um dos motivos pelo qual não gosto de andar em bandos, não gosto de me misturar, pois não sei quem são bons e burros, nisso fico na minha tendo contatos com poucos, os que prestam!

Sem querer generalizar, mas os evangélicos aqui na sua grande maioria se sentem com o rei na barriga, já percebeu? Me aparece cada gente com cara fechada e aquela bíblia debaixo do braço te tratando mal na cara dura ao pedir alguma coisa, gente, meu amigo no mesmo dia em que eu fui atacado, se estressou com um "crentinho" que apareceu, também queria ser o privilegiado e ser o primeiro no atendimento, meu amigo tentando esclarecer as coisas na educação dizendo que a mulher ao lado tinha chegado à frente, o crente começou a falar na ignorância, meu amigo se irritou e já mandou: VAI SE FUDER! Achei merecido isso, poxa, mania que esse povo tem de querer pisar e te tratar mal, crente como esse, até o diabo é! Tá explicado o porquê diz na bíblia que o diabo não gosta do homem, desse jeito, eu apoio ele, tô começando a ficar com (mais) nojo disso aqui!

Acho que vou começar a me juntar a essa equipe do mal, nesse tempo todo aqui na cidade sempre fui do contra esse tratamento que esse povo daqui dá aos de fora, será que vão gostar de sentir esse mesmo tratamento quando eu estiver os tratando na brutalidade? Bom, farei um teste de uma semana sendo Resendense pra ver qual vai ser.
Leia Mais ►

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

NÃO VOU FICAR NA SOLIDÃO DE MÃO EM MÃO ASSIM COMO VOCÊ


Sem nenhum motivo, cheguei a ficar com raiva de pessoas que nunca vi na vida e que em momento algum chegou a me fazer algum mal, pessoas que tiveram o mesmo envolvimento com alguns conhecidos que eu tenho, por conta dos ciúmes, acabei tendo meus acessos de raiva e possessão, quando na verdade poderia estar ganhando mais um aliado. Na época quando mantinha um “relacionamento” com um cara, passamos por muita coisa boa juntos, apesar de ter me decepcionado um pouco mais adiante, sempre gostei dele, tanto que hoje em dia tento preservar a amizade, o que pra ele não deve valer muito sendo que sua vida se baseia em sexo (por isso ele deve ser esse cara sozinho que sempre foi). Nossas brigas foram exatamente pelo seu jeito galinha, ficando comigo hoje e amanhã marcando com vários outros, uma dessas pessoas é um garoto, conhecido na cidade e que chega a ser mais galinha (piranha) do que eu, cheguei a ficar com uma raiva enorme dele, por ter ficado com alguém que estava namorando, mas aí tá o problema: ele pode até ter ficado, mas e a pessoa que eu estava? Ele (o garoto) talvez nem soubesse que eu era o outro, mesmo assim, fiquei com muita raiva dele, o persegui (fiquei contra) por muito tempo, até que HOJE, a ficha cai, vejo que não é nada daquilo que imaginava, a pessoa que eu deveria sentir raiva era esse meu ex e não esse garoto que ficou com ele, já que meu compromisso não era com ele, por que da raiva?

Quem me conhece sabe que sou do tipo que gosto de ameaçar, mas isso é da boca pra fora, as pessoas sempre que faziam alguma coisa que me deixava irritado, eu fechava a cara e começava a ameaçar, tanto que eles se afastavam (sendo mais um pretexto pra ficar na putaria) por dizer não gostar de meu jeito, hoje em dia eles ainda me dizem que o motivo pelo qual se afastou de mim, foi meu jeito agressivo, a parte em que eles me enganavam e plantava falsas ocasiões para que eu acreditasse que estava em casa e nunca na rua atrás de outros não era comentado, achavam normal, tudo para jogar a culpa em cima de mim.

Teve várias situações em que fui traído por pessoas que confiava, me arrisquei em ficar com gente que não presta e no fim, eu fui o errado.

Tem gente que cheguei a ficar que condenava o fato de eu ser GP, mas que sempre saiu com garotos que faziam a mesma coisa que eu.

Sabe, não sei o porquê me mantenho focado em seguir pessoas que não prestam e me fizeram mal, até hoje ainda tem alguns que insistem em tentar me prejudicar, me tratando mal ou me desprezando. Sério que você acha que agindo assim eu fico mal? Na verdade fico com pena...

Minha intenção real de estar falando de ex-relacionamento é que fiz amizade com um cara que conheceu bem esses lixos que fizeram parte de meu passado, soube me dizer exatamente o que são e de que é feito: pessoas frias e calculistas, parecem até pessoas que trabalham em nossos governos, que deveria estar pensando na gente quando na verdade não estão nem aí!

OBS: Por falar em governo, gente, o que me aparece de funcionário da prefeitura falando mal da região, não é brinquedo não, hem! O povo fala sem medo, pois eles estando lá dentro da prefeitura, sabe de tudo o que acontece e quando tem uma oportunidade, entra em contato comigo e desabafa claro que o assunto não é sobre isso, mas a conversa acaba se estendendo e chegando até a parte em que diz sobre toda a podridão que acontece lá dentro. Um de meus clientes chegou a me contar coisas absurdas que fazem por trás dos panos, coisas que nós cidadãos que pagamos nossas contas e impostos, nem sonhamos.

Voltando ao assunto...

Sei que não vale perder tempo em falar do que passou, do que não presta, mas pessoas que tive a maior raiva por terem ficado com quem eu estava, são pessoas extraordinárias. Aí, babaca que ficou comigo e sabe que esse post é pra você, desejo que seja feliz na vida, pois pessoas vazias e sem conteúdo feito você, são pessoas que merecem meus sentimentos de dó, nada mais... Fui trocado por alguém que hoje, esta aqui do meu lado, me divertindo muito e falando mal de você que achou que estava podendo! A idade já está avançada, bicha velha é coisa feia de se ver, deveria ter aproveitado a oportunidade quando tinha alguém querendo ficar com você na boa, não esperar a idade avançar mais ainda para continuar nessa putaria e acabar de mão em mão. E eu? Bom, tô seguindo o caminho certo, aproveitando para não ficar tipo, você.

Sei que vão cair matando me dizendo que fazendo o que faço ninguém irá ficar comigo, aí que se enganam...
Leia Mais ►

domingo, 20 de janeiro de 2013

SEM FALSO MORALISMO - PORNOGRAFIA NOS DIAS ATUAIS E ANTIGAMENTE: É TUDO A MESMA PORRA!

 
Eu sempre achei que nos dias de hoje as coisas na mídia sempre andaram mais pesadas (sexualmente falando), mas com o tempo acabei descobrindo que sempre estive errado, e as coisas que acontecem nos dias atuais, são espelhos do passado, apenas refletindo situações vividas anteriormente. Quando era pequeno, eu garanto que nunca cheguei a ver qualquer tipo de nudez ou coisa proibida para menores de 18 anos passarem na Tv, diferente de hoje que a todo o momento se vê peitos, bundas e pintos, a famosa banheira do Gugu foi o máximo que cheguei a ver de nudez e sensualidade, mas também, na época eu não tinha o costume de ficar nas madrugadas acordado, até tinha, mas minha mãe não gostava. Hoje em dia entendo o porquê...

Achei um vídeo muito bizarro de um antigo (e bota antigo nisso) programa da nossa Tv brasileira, onde desde o começo até o fim dele, se vê peitos e bundas, mulheres desfilando e rebolando meio que roboticamente a fim de seduzir e passar sensualidade (sem comparações com as mulheres de hoje em dia que são mais soltas).
 

Assista ao vídeo para entender meu ponto de vista a partir dele. É um pouco longo, mas vale a pena rever o que se assistia antigamente, o que não mudou nada nos dias atuais.

 

você assistia a este programa?
 
 
Como um programa desses conseguiu ficar 1 ano no ar sem que eu tenha o visto? A pergunta na verdade não chega a ser esta, mas o que no mundo de hoje assusta que não tenha visto antigamente? Muita gente fica assustada ao ver alguma menina de 15 anos usando short curto ou calça muito apertada, fazendo o estilo piriguete, e para completar o tititi, ainda fala: na minha época não existia isso. Realmente, na época, a coisa era bem pior que isso. Tá certo que as crianças não ficavam rebolando e dançando na boquinha da garrafa, mas em compensação, a censura era mais liberal fazendo com que qualquer garoto ou garota tenha vontade de ficar acordado (isso as 22h00min) assistindo um monte de mulheres sensualizando. Hoje em dia ainda existem esses tipos de putaria que eles tentam disfarçar colocando crianças ou fazendo piada.  Este vídeo que encontrei acabei o achando muito parecido com As Paquitas, só que de uma forma mais antiga e muito mais puta! Hoje em dia para disfarçar, colocam crianças ao lado delas, com aqueles shortinhos ou saias bem curtinhas, dando assim vontade de todas serem Paquitas, para se exibir dessa forma.
Gente, depois de um tempo, meu maior prazer foi ter que ficar aos sábados acordado até altas horas esperando o programa do Otávio Mesquita acabar para ver Emmanuelle, vai dizer que você nunca viu? Bom, se eu tivesse sido apresentado a punheta quando passava esse programa Cocktail na SBT, com certeza teria me divertido muito, do mesmo jeito que me diverti batendo várias bronhas quando assistia Emmanuelle no espaço, na selva ou então o perfume de Emmanuelle.
É muito engraçado ver a beleza agressiva das mulheres antigamente, já que não existia chapinha e nem ainda silicone pra turbinar o que muitas delas ainda não tinham (fartura). Ah, não me esquecendo, faltava também o semancol, pois usar aquelas calcinhas até na boca do estômago, ninguém merece (ainda bem que a depilação já era usada nessa década).Tá certo, sei que antigamente era moda se vestir feito à vovozinha, ainda bem que o povo evoluiu! Mesmo assim (me conhecendo) tenho certeza que se tivesse conhecido e vivido esse momento quando passava esse programa, teria me matado de tantas punhetas que iria bater em homenagem àquelas mulheres, como tenho certeza de que muitos marmanjos ficavam babando na frente da Tv as vendo passar vergonha.
Outra opinião: pra passar esse tipo de coisa, deveria ser considerado um programa pra família, só pode! Uma vez quando tinha ido ao Rio onde passei a noite num hotel acompanhado por (não vou citar seu nome, estamos brigados) vi um filme antiguíssimo em preto e branco ainda, onde já se fazia certos sinais de acasalamento, filme brasileiro ainda (esse é o nosso Brasil!).
Assisti a esse vídeo umas 10 vezes, me empolguei em ver como funcionava as coisas na década de 90, fico imaginando essas mulheres hoje em dia: toda flácida, com silicone e de muletas, ou quem sabe mortas, né, sei lá, já fazem mais de dez anos e todos sabem que artista não se cuida, parece que quanto mais dinheiro e mais fama elas vão se desvalorizando e ficando relaxadas, quantos artistas até uns poucos anos atrás estavam no auge fazendo papel de gostosa ou tia garanhona, e hoje, estão gordas fazendo o sítio do pica pau amarelo como Dona Benta? Ou seja, fazendo papel de velhas. Será que as meninas do "Coquetel" estão como hoje em dia?
Só sei que minha inocência mais uma vez foi testada, e acabou sendo provado que nunca estamos certos de nada, o mundo nunca foi comportado nos dias de hoje e nem antigamente, quando minha avó fazia xixi na lata que ficava do lado de fora da casa e os dinossauros tinham acabado de sair de circulação, então, nada mais me assusta ao ver alguma cena mais que bizarra super excitante passando quem sabe, na seção da tarde, até os desenhos animados hoje estão entrando na onda das putarias, não me refiro às charges quem aparecem de desenhos animados trepando, mas sim de desenhos que passam nos canais aberto onde me recordo de ter visto um dia, uma luta da mulher Gavião com outra que não me recordo quem, do exato momento em que uma chama a outra de PIRANHA... Nossa, eu que não sou santo, fiquei chocado ao ouvir aquilo.
No fim das contas, acho que: a tv é uma bosta que só serve para poluir a mente de nossos filhos (coisa que não tenho é filho) e atrapalhar nossa vida, fazendo a gente perder noites de sono vendo as gostosas fazendo a dança dos mamilos.
 
Leia Mais ►

sábado, 19 de janeiro de 2013

QUEM DISSE QUE OS BONITOS NÃO TEM PROBLEMA COM MAU CHEIRO?


Me encontro com um rapaz que chega até mim todo cheiroso, cara bonito com seus 29 anos, branco, pele rosada e muito gostosa. Na cama ele faz de tudo, mas prefere ser ativo, quando nos encontramos fomos a um motel, mesmo eu e ele estarmos aparentemente limpos e ter acabado de sair do banho, acabou acontecendo algo bem chato, ele na hora que começa a me beijar e lamber meu corpo, do nada ele começa a suar, pouco, com o tempo começou a vir aquele cheiro de “cê-cê”, na hora imaginei que fosse eu, pois não seria possível um cara daquele porte estar fedendo, continuamos com os amassos e ele tira seus sapatos, aí que a situação piorou mesmo, sua meia estava molhada pelo suor e começou a dar outro mau cheiro que juntando com o “cê-cê”, cara, passei mal! Gente, é normal quando acontece da gente transpirar, mesmo com tantas opções existentes acaba sim, surgindo aquele fedozinho debaixo do braço que pelo amor de Deus, ninguém merece.

Ninguém está livre disso, chega a ser algum problema que não sei que tipo de tratamento deva tomar, sim, eu sei que muitos vão dizer que o tratamento seja o banho, mas eu mesmo (há muito tempo atrás) tive esse problema, às vezes acabava de sair do banho o que chego a levar horas e horas e mesmo assim, a “nega” (gíria que se usa quando se está fedendo) encostava como se fosse Pomba-Gira (ou alguma coisa do mal) e encarnava em mim, ficava sem graça e mesmo tendo acabado de sair do banho, entrava novamente debaixo do chuveiro para tomar outro. Descobri que o problema não era um banho mal tomado, mas sim o perfume que eu estava usando, na verdade uso perfume e desodorante, e na época (quando o problema era frequente) o que eu usava tinha acabado e quando comprava outro que eu achava cheiroso, era o que não se dava bem com minha pele e me fazia ficar com cheiro ruim, tive que procurar e usar quase todos que eu conheço até achar aquele que se adaptou com minha pele.

Não estou falando mal dele tentando esculachar ou algo assim, mas apenas expondo um problema que muitos passam, na maioria são pessoas porcas e que não gostam de banho (o que não é meu caso e nem o dele) dá pra ver na cara da pessoa quando ela é limpinha, porca para mim é quando me encontro com alguém que basta tirar a cueca e logo sentir aquele cheiro de piru sem lavar!

No caso dele, não sei o que pode ter acontecido, citei o meu problema, pois talvez seja o mesmo dele, o perfume que ele usa. Hoje em dia uso somente um tipo de desodorante (mas perfumes, vários) mesmo que eu ache outro cheiroso, tenho medo de trocar e não me adaptar com ele.

Tem gente que gosta quando isso acontece, sente desejo por fedor, não é o meu caso, mas quando acontece, não critico (quando vejo que não é de propósito), como o caso do gordinho que cheguei a ficar, fez a maior banca, falou muito mal por ter broxado com ele, mas depois tive de dizer a verdade, que seria impossível ficar de pau duro ao senti aquele fedor horrível vindo dele, acho que ele deve ter se tocado.
A pessoa que tem o problema não sente, quando vejo que ele é legalzinho em sua forma de me tratar, não chego esculachando na cara dura, mas para podermos ficar tranquilos e ter um dia gostoso de sexo, tive de convidá-lo a vir tomar banho de banheira comigo, onde poderíamos transar dentro dela (com muito sabão e espuma), assim, o cheiro ia embora e seria bem melhor de aproveitar com ele, e foi. Conduzimos a transa de um jeito muito gostoso, o mau cheiro não foi mais problema depois de ficarmos na banheira, o problema chegou a ser outro, com o tesão que senti com ele me comendo e me punhetando, acabei gozando rápido da primeira vez, como ainda estava excitado, acabou rolando, mas três seções de sexo, sendo na última ele sendo passivo comigo e recebendo meu leite em sua boca.

Leia Mais ►

PRECISA-SE DE SANGUE, TIPO: SÓ DE HÉTERO, POIS OS GAYS NÃO PODEM DOAR!


Queria muito poder fazer mais pelo próximo, muito além do que poderia estar ao meu alcance, mas é uma pena que das coisas que eu poderia estar fazendo para ajudar, eu seja condenado e proibido por alguns simples motivos: Sou gay e faço programa. Tem muita gente de bom coração a fim de ajudar quem precisa, principalmente quando se diz doar sangue, tá certo que nesse caso precisa ter muito cuidado para não colher algum sangue contaminado, mas como eles fazem os testes, não seria problema algum receber ajuda de gays, garotos de programas e outros grupos que são condenados e impedidos de ajudar.

Hoje em dia na Tv e rede social, se vê muito instituições pedindo ajuda, isso não seria preciso se não tivesse esse preconceito idiota de não poder doar, eu sendo o que sou e fazendo o que faço, sou limpo, me garanto, mesmo assim não posso fazer nada! É por isso e outros motivos que os bancos de sangue estão cada vez mais vazios, e a culpa é de quem?

 

QUEM NÃO PODE DOAR:

Pessoas com menos de 18 anos e sem equilíbrio peso-altura;

- Em estado febril ou em período de menstruação;

- Pessoas que sofreram grandes cirurgias nos últimos seis meses;

- Portadores de doenças infectocontagiosas (Sífilis, AIDS, Chagas, malária, hepatite B ou C);

- Parceiros sexuais de pessoas infectadas pelo HIV (AIDS);

- Pessoas com múltiplos (as) parceiros (as) sexuais;


- Pessoas que mantiveram relação sexual sem o uso do preservativo nos últimos 12 meses;

- Usuários de drogas injetáveis;

- Mulheres: grávidas, amamentando ou que tiveram aborto nos últimos 03 meses.

Tá, beleza. Eu tendo mais de um parceiro sexual não posso doar? E o que me explica os clientes que já tive e que foram doadores de sangue? Teve um que chegou a vir me encontrar com a camisa eu doei sangue, ele sendo casado e tudo mais, no caso obviamente ele mentiu sobre a situação de ter somente sua esposa como parceiro, como conseguiu doar sangue? Sabe, é mais fácil acreditar num hétero do que num gay que faz programa ou coisa assim? Do mesmo jeito que ele doou e possui mais de um parceira, eu também posso, como muitos daqueles que tem essa vontade e quem sabe, não resolver essa queda de doadores de sangue.

Aqui na região, vi várias vezes passando em reportagens dizendo “ajudem”, mas quase ninguém se esforça pra fazer algo, e tudo fica na mesma, com gente precisando e sem sangue para ajudar. Ficar nessa regulagem sendo que tudo seria testado (todo o sangue), acho perda de tempo, não deveria ter essa de NÃO PODER, todos deveriam ser aceitos para esta ação de ajudar, mas a Secretaria da Saúde acha melhor assim, então que assim seja, faltando sangue e gente morrendo por não ter doador, já que o meu e de muitos outros não presta, não é?
Leia Mais ►

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

COM UMA AMIZADE DESSAS, QUEM PRECISA DE INIMIGO?

 
 



Houve uma época em que se poderia dizer que eu era mal-amado, gostava de ver a desgraça dos outros, mas com motivos: era quando ainda morava em outra cidade e que todos gostavam de tomar conta da minha vida, daí quando acontecia algo ruim com a tal pessoa, pulava de alegria como se tivesse pagando por algo que tenha feito contra mim. Hoje em dia percebi que perdi boa parte do meu tempo em tomar conta da vida daqueles que queriam ver meu mal, hoje tomo de lição o que vivi no passado, mas a raiva continua hoje em dia quando vejo certas coisas acontecendo a minha volta.

Não tem como fugir de gente chata, falsa, traíra, egoísta, etc... Estão em todos os lugares inclusive, dentro de casa, hoje não eu, mas meu amigo passou por uma situação de traíragem que acabou me deixando muito irritado com o traidor (ou traidora), sim, eu tomei as dores, pois o (a) traíra chegou a ser uma pessoa que me tratou muito bem (pela frente), mas por trás, está lá, tentando ferrar com todos querendo talvez, chamar a atenção.

Cara, não sou certo em tudo o que faço, mas quando digo que sou seu amigo, pode apostar que sou, mesmo que nem todos os dias te ligue (é meio ruim, pois são mais de 250 pessoas em minha agenda) ou até mesmo te mande um e-mail (piorou, recebo tantos que fica difícil de achar o de algum conhecido) não quer dizer que deixei de gostar ou de ter o respeito, tem muita gente que acha que a amizade se baseia nisso, em ligar e falar todos os dias, mas nem precisa tanto. Mas o que mata de verdade são pessoas que se dizem amigas e depois se mostram quem são de verdade. Detestei o que houve entre esse meu amigo e essa outra pessoa, aconteceu algo que nem a desrespeitava e mesmo assim, se achou no direito de se meter e trair a “amizade” dele.

Achei que eu tivesse me afastado de todas as amizades ruins, mas vejo que ainda tem muita faxina pra fazer na minha vida!

OBS: senti um alivio tão grande depois que me afastei de meus “amigos”, de vez em quando me esbarro com um aí na rua, finjo que nem conheço, pra mim não valem nada, mesmo. Já sim, tiveram um valor muito importante na minha vida, mas que acabou, hoje em dia enquanto na vida eu subo, eles e outros falsos amigos, na base do recalque, caem mais ainda!
Leia Mais ►

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

NOTA DE ESCLARECIMENTO


Fico muito feliz que de todos os anúncios existentes no mundo, o escolhido acabe sendo eu, mas tenho que deixar bem claro uma coisa:

Gente, hoje recebi muitas ligações de pessoas fora da região que eu moro querendo marcar uma saída ou simplesmente dar uma passeada (como me disse um deles), para o meu espanto, eles disseram um ponto de referência onde estariam, mas me dei conta que não é nenhum lugar aqui por perto, quando vi, eram pessoas da Bahia, Brasília e outros lugares que estavam me procurando achando que eu era desses lugares, fiquei sem entender, masss.

Chegando em casa foi que vi, têm vários anúncios meus espalhados por aí, dizendo que sou morador de São Paulo, Brasília, Bahia e por aí vai... Por isso estão me ligando desses lugares.

Fico feliz que estejam me divulgando dessa forma, pelo mundo todo, mas se for de falar algo sobre mim, que seja a verdade dizendo a cidade onde moro.

Não, não moro em nenhum desses lugares, moro no interior do Rio (Resende) e seria um prazer enorme poder estar nesses lugares, que logo estarei conhecendo (se DEUS quiser) enquanto isso não acontece, a gente se vê por aqui, em Resende mesmo!
Leia Mais ►

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

E A VIDA CONTINUA - WHERE'D YOU GO


Ele foi direto ao me dizer que não queria mais nada, não tínhamos começado nada, estávamos apenas nos conhecendo, saindo algumas vezes sem compromisso, apenas saindo até que a situação foi crescendo e o sentimento com a vontade de ficar junto foi surgindo. Uma excelente pessoa para ter algum tipo de relacionamento, acabou há pouco tempo um caso de três anos e logo em seguida, apareci na sua vida e ele caiu na minha. Tivemos momentos bons, não só na cama, mas principalmente fora dela, mas não durou muito, depois de nossa quarta saída, ele me dispensa.

A mesma ladainha de sempre, não acredita nos sentimentos que um garoto de programa (ou ex) possa ter, acha que tudo na minha vida gera em torno do dinheiro e que talvez eu viva somente para isso, ele me liga depois de ter marcado comigo e diz estar muito indeciso, disse que não nos veríamos mais por muitos motivos, um deles é o medo de continuar saindo mesmo que sendo como amigos e acabar acontecendo algo mais profundo e logo adiante ele quebre a cara, achando talvez que eu dê as costas e volte com a vida de garoto de programa, não sei se passei tudo o que queria, incluindo meus sentimentos e a vontade de ficar com alguém, ele seria a pessoa certa para que isso acontecesse, mas como já disse, o medo e insegurança não deixa, ele me imagina com várias pessoas e tudo isso quando estou ao seu lado, mal sabendo que eu estando com ele, é só com ele que eu ficaria.

Não sou mais um adolescente, estou chegando à casa dos 30 (falta muito), mas chego lá, não quero chegar aos meus 30 e poucos anos com meus anúncios de GP, quando estiver com essa idade, espero estar com meu livro pronto e com alguém do lado para que possa me apoiar nas coisas que eu decidir fazer, quero sim continuar escrevendo, falando sobre tudo o que penso e também faço.

Depois de uma longa conversa ao telefone, ele confirma dizendo que não daria para termos algo. Eu não estava a fim de ficar batendo na mesma tecla e dizer mais uma vez sobre o que desejo na minha vida, são coisas que já disse a ele, coisas que todos sabem e não preciso ficar repetindo.

Ninguém tá nessa vida por que quer, tudo tem um motivo pelo qual se faz algo de errado nessa vida, vejo até motivo pelo qual pessoas usam drogas (claro, não apoio) geralmente pessoas a fim de esquecer um problema ou até mesmo suprir com uma necessidade que não tem como compensar, já ouvi casos de pessoas me dizendo usar drogas para não sentir fome, em época de rua após ser abandonado pela família... Faço o que faço por um motivo, fora isso, tenho muitos sentimentos dentro de mim que adoraria dar a pessoa certa, não a esses babacas idiotas que passaram na minha vida me fazendo ter a enorme vontade de me matar pra ver se consigo nascer de novo e ter uma nova oportunidade na vida, longe desses merdas. Acho que teria tudo pra dar certo, tudo para ficarmos bem. Ele me disse algo que uma pessoa já me disse, que talvez se aproximasse de mim caso eu (Hiago) saísse de cena, a resposta é única:

Vejo o Hiago não como um personagem fictício, mas sim, alguém que surgiu na minha vida me fazendo ganhar meu dinheiro e provar para muitos que sou capaz, através dele, consegui muita coisa, inclusive conhecer muita gente, perdi aquele ar de menino da roça graças a ele, ganhei meu dinheiro me fazendo ser independente e ficar longe de minha família. Teve momentos em que precisei de ajuda, poucos se preocuparam, aqueles que um dia tive contato e algum tipo de relacionamento, nem se importaram, graças às pessoas que o Hiago conheceu, tive a ajuda, com isso, o vejo como meu irmão digamos que rebelde, mas que me ajudou muito. Com isso, seria difícil apagá-lo da minha vida para que eu possa passar mais confiança para alguém, largo tudo na vida, abro mão do que consegui e de todos os clientes que tenho, mas o nome Hiago Waldeck, levarei onde for.

Isso seria demais fazer em nome do “amor”, nem que morresse de paixão por alguém eu deixaria de lado meu "irmão". Quero sair de cena, mas de outra forma, quero sair de cena com a cabeça erguida, do mesmo jeito que comecei, quero terminar, sabendo que isso será melhor para mim. O blog, com certeza ficará ativo, deixarei de falar sobre coisas obscenas, mas deixaria de fazer programas, claro, isso tudo se ficasse com ele ou quem não acredite que somos capazes de amar, de verdade.
 
 
 

 
 
 
Leia Mais ►

domingo, 13 de janeiro de 2013

DISTRAÇÃO DE UM CLIENTE...


Todos têm alguma mania estranha ou que sem querer, acaba passando despercebido, eu, por exemplo, tenho o “vício” de usar boné, não vivo sem e quando estou sem ele, me sinto pelado. Me vem um cara aparentemente normal, sabe se expressar, fala muito bem e nossa saída acabou sendo bem gostosa, quando ele vem pra minha casa, percebo que de todas as peças de roupa que ele tirou, ficou apenas com a camisa, não sendo um cara gordo, não vi motivos de ficar vestido com ela, parecia esconder alguma coisa que o incomodava muito, mas fiquei na minha. Tem muita gente que chega com vergonha de mostrar o corpo, na maioria das vezes por serem gordinhos e com banhas caídas, eles preferem ficar com camisa e esconder o que pra eles chega a ser motivo de vergonha.

Em toda a transa foi assim, com ele de camisa. Eu tentei levantá-la, mas não para ver se tem algo por debaixo, mas para poder abraçar e sentir melhor seu corpo, e nem isso ele deixou.

Resolvi ser discreto e não insistir, transamos nos beijamos e na hora de ir embora, ele foi tomar um banho, não sei se foi na empolgação ou sei lá o que, mas quando entro no banheiro para jogar a camisinha fora, estava à criatura tomando banho com as roupas, até nesse momento ele se sentiu incomodado em ficar nu.

Bom, não posso falar muito, eu mesmo já fiz isso, de entrar no chuveiro e quando me dou conta, estou usando boné. Sei lá o que passa na minha cabeça quando me acontece isso, realmente acaba sendo uma segunda pele, nisso me esqueço de tirá-lo para tomar banho, antigamente era pior, até na hora de dormir eu estava usando, inclusive quando ia para a casa de algum cliente dormir. Ele depois de ter tomado banho com a camisa, não poderia deixá-lo sair assim, acabei emprestando uma roupa minha para que fosse embora, e claro, deixei que se trocasse sozinho no banheiro. Com essa chuva que está dando e a temperatura caindo, ele pegaria uma gripe de sair todo molhado.
Leia Mais ►

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

VAI COM CALMA, EU NÃO TENHO BUCETA...


Por que muita gente insiste em achar que por sermos passivos na grande maioria das vezes nosso cu é largo e eles podem sair enfiando tudo de uma só vez? Já fiz isso sim, quando estava comendo outra pessoa de meter tudo de uma só vez, mas aí, conhecia a pessoa e sabia que ela era larga, (e que não machucaria) o que não é meu caso, que me encontro com alguém agora e acaba se empolgando achando que tenho buceta, enfiando com força me fazendo sentir aquela dor insuportável me dando vontade de parar na mesma hora. De vez em quando gosto sim de sentir uma dorzinha, mas nem sempre estou a fim de querer ver estrelar por algo doloroso que me faça, ele chega todo apavorado, entra em casa já tirando a roupa e caindo em cima de mim, fica brincando com minha bunda balançando ela como se estivesse limpando um quadro negro, sem nenhum preparo para me comer, ele coloca a camisinha e vem por cima de mim, tentando enfiar tudo de uma só vez, a dor foi grande, o empurro longe e fico nos meus cinco minutos de raiva (e dor) até esperar que passe.

Depois sim, que a dor tinha ido embora e eu fui controlando seus movimentos que me acostumei com ele colocando tudo de uma vez só. Tem gente que gosta disso, sente prazer em colocar com força como se fosse uma buceta, nada contra, mas seria bom avisar antes por que assim, me preparo para receber um golpe desses.

Ele queria dar para mim, também. Infelizmente não foi possível, no que começo a comê-lo ele me avisa que não tinha se preparado para ser passivo (pena, queria muito comer seu cu) e como não queria naquele momento, logo pela manhã depois de tomar meu café ver algum desastre da “natureza” com ele sujando meu pau, depois de ter colocado a cabecinha, desisto e volto atrás com a vontade de meter nele. Ele volta a me comer, empolgado comigo em pé encostado na janela, ele por trás me comendo com força sendo agressivo nas metidas fazendo um grande barulho quando me comia (barulho dele socando), dificilmente consigo gozar quando estou de pé, assim nem sempre o tesão vem, por mais que seja a pessoa muito boa que está comigo, não dá, prefiro mesmo deitado ou sentado, enfim, de qualquer jeito, menos de pé, mas com ele até que senti um tesão gostoso enquanto me fudia assim. Ele é outro que também não goza nesta posição, nos deitamos na cama com ele se masturbando, queria me dar um banho de leite, aceitei, ele goza em cima de mim batendo com seu pinto duro na minha cara (e bota duro nisso) e enfiando na minha boca.
Leia Mais ►

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

SEXO ORAL (BOQUETE): COM OU SEM CAMISINHA?


Nem todos tem a preocupação de estar se cuidando para evitar certas doenças causadas pelo ato sexual, muitos acham simples confiar em alguém que nem chega a conhecer para transar sem camisinha. Ainda bem que um e outro têm o pensamento de se cuidar e assim evitar que o caso de DST e HIV aumente no mundo. É sempre bom saber que existe alguém se cuidando no mundo de hoje em que todos só querem trepar e acha (um pensamento idiota) que não gozando dentro e transando sem camisinha não corre o risco de se pegar nada! Muitos amigos me perguntam se dá pra fazer sem preservativo, mas na hora de gozar, por para fora, ou então eles acham que se não sair sangue, está seguro fazer sexo pele com pele. Geralmente são pessoas casadas que estão querendo ou já pularam “cerca” e por eu ter certa “experiência” me perguntam as coisas, a preocupação maior é de pegar AIDS, mas eles se esquecem de que existe HPV: sífilis, gonorreia e muitos outros tipos de doenças sexualmente transmissíveis, um pensamento tolo, que leva muita gente para o buraco.

É ótimo saber que garotos de programa em sua jornada usa a camisinha para chupar, já imaginou se alguém tem uma doença e não te fala nada? Seria bem desagradável! Eu sinceramente falando, não uso camisinha quando faço sexo oral em alguém e menos ainda coloco quando alguém me chupa, sabe, até hoje apenas duas pessoas me pediram isso, de eu chupar com a camisinha. Mas nada se compara chupar sem, sei que é arriscado, massss.

Cuidados simples como a higienização dos órgãos genitais e o uso de preservativos são fundamentais para evitar a contaminação de doenças por meio do sexo oral. A felação é considerada uma preliminar importante na prática sexual, porém devem ser acompanhadas de medidas para evitar a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Muitas dessas doenças passam pelas mucosas e também estão presentes nos líquidos que lubrificam os órgãos genitais masculinos e femininos. Daí a necessidade dos cuidados para evitar que o prazer se transforme em dor de cabeça futura. O preservativo é um dos dispositivos mais eficazes para fugir de doenças como sífilis, cancro mole ou HPV (Papiloma vírus). Segundo o ginecologista rio-pretense Newton Carneiro da Costa, não é comum acontecer, mas há casos em que o herpes ou a candidíase, por exemplo, são transmitidos pelo sexo oral. Geralmente, quem usa a boca para o estímulo sexual (e não quem recebe), corre mais riscos de contrair algum tipo de doença. “A boca tem tantas bactérias como a vagina. A transmissão depende muito das circunstâncias”.
Quem pratica sexo oral sem preservativo entra em contato direto com o sêmen ou as secreções, que não fazem mal à saúde desde que não tenham vírus e bactérias. O sêmen, por exemplo, é formado por espermatozoides, proteínas, frutose, vitaminas e sais minerais, o que o deixa com um gosto que varia do salgado ao amargo. Se engolido, não traz nenhum dano para o organismo. “O estômago contém ácidos que destroem facilmente os vírus”, diz Gomes. Mas isso não exclui o uso da camisinha. Entre as DSTs, a AIDS é a mais temida quando se fala de sexo oral. Há muitas dúvidas se a felação e a unilíngue transmitem o HIV. O site oficial do governo, que atualiza diariamente informações sobre AIDS (www.aids.gov.br), diz que não há comprovação da contaminação do vírus por meio do sexo oral, mas que algumas situações contribuem para a infecção. Cortes abertos na boca, úlceras, machucados, garganta inflamada e doenças nas gengivas são porta de entrada para o vírus.
Bom, galera. Tô indo dormir, amanhã cedo, cliente.
Boa noite a todos e se cuidem.
Leia Mais ►

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

WHAT DO I DO?


 A tarde foi boa, sua companhia estava me satisfazendo em tudo, todo o sentimento que eu tive na época em que nos conhecemos acabei sentido mais uma vez, a única coisa que na qual não passava em minha cabeça era de termos alguma relação sexual, estava a fim de curtir o momento, aproveitar ao máximo nosso encontro depois de muito tempo. Primeiro fomos almoçar, eu na verdade, ele apenas me acompanhou, ainda tive de tirar “onda” com seus óculos, pois o sabonete que estou usando queimou minha pele, deixou umas marcas vermelhas ao redor dos olhos que não chamavam a atenção, mas me incomodou bastante.

Conversamos um pouco, o suficiente para eu resumir minha vida para ele e também saber sobre a dele. Saber de seu passado me fez pensar no futuro, foi uma boa experiência. Ele apesar de novo teve muita história pra me contar.

O inevitável aconteceu, acabei trazendo ele para casa onde tivemos uma tarde juntos, com o calor apenas nos atrapalhando. Acabou sendo bem melhor do que imaginava quando estivesse ao seu lado, ele me fazendo promessas de um futuro melhor me fez perder o medo que às vezes tenho da vida e tudo mais que possa me impedir de continuar. Só não sei se vale mesmo a pena continuar nessa situação, de me enroscar e dizer a alguém que AMO, a última que eu disse isso, acabou me trocando por vários outros garotos. Não me sinto um mal amado por dizer isso, mas sou alguém que já apanhou muito e hoje em dia dispenso quem me procura, quem realmente quer ficar e ter algo comigo, acho que só o tempo pra confirmar algo, assim quem sabe ele não me mostre à verdade e o caminho que devo seguir.

Agora quero mesmo aproveitar, continuar conhecendo gente bacana e claro, ganhar meu dinheiro.

A parte chata da situação foi ele ter saído ao encontro de sua mãe e ter me deixado esperando, nossa que raiva me dá isso! Antes falasse que não voltaria, assim não ficaria esperando. Depois me manda mensagem (ainda não mandou) pedindo desculpas e falando alguma coisa pra se justificar, como todos fazem.
Leia Mais ►

ELE TÁ A FIM DE ALGO SÉRIO: DEPOIS DE DESCOBRIR QUE SOU GP, FICOU MAIS INTERESSADO AINDA!

Fatos que me aconteceram e que esqueci de comentar: Ainda em 2012, final do mês, dia 30 de dezembro.


Eu tinha acabado de fazer programa, o cliente havia dormido em minha casa indo embora pela manhã, sigo minha rotina: Vou ao trabalho, faço minhas coisas e cumpro meus compromissos. Chego em casa tarde e resolvo sair para comer algo, na volta encontro com meu vizinho, que estava do lado de fora fumando cigarro, paro, o cumprimento e ficamos numa conversa noite a fora no pátio do prédio. Eu já tinha ficado com ele há um tempo atrás, foi bom enquanto durou, mas a rotina de meus compromissos fez que com eu sumisse e apenas mandasse uma mensagem ou outra de vez em quando a ele. Eu estava cansado, tinha atendido cliente e depois feito minhas coisas, estava com o corpo pedindo DESCANSO e não mais um pra ficar me alisando e querendo me beijar. Depois de nossa conversa, resolvi ir embora, ele me puxa me dando um beijo, coisa que não estava nem um pouco a fim de fazer e me deu muita raiva na hora.

Quando não estou a fim de algo, além da raiva, sinto nojo quando me fazem algo que não gosto, por mais que eu esteja curtindo a pessoa e tenha ficado com ela, me irrita. Como não estava a fim de ficar com mais ninguém, me incomodou muito o fato de ele ter me beijado, retribui seu beijo com má vontade, estava querendo que ele visse que eu não queria nada daquilo, mesmo assim ele não percebeu e continuou me agarrando. Ele de pau duro e eu na minha, querendo ir embora logo pra terminar de arrumar a casa e ver TV (isso de madrugada).

Pra ele estava normal estarmos ali juntos, mas pra mim que tinha atendido um cliente e estava com o cheiro dele ainda em meu corpo, não estava sendo nada bom.

Uma coisa que não comentei: Ele não sabia que faço programa! Comecei a contar sobre tudo que passei e todo o processo que tive até chegar aqui, na hora ele fica quieto me ouvindo dizer as coisas, quando pergunto a ele o que estava pensando, ele me diz: Estou mais a fim ainda de ficar com você depois de ouvir sua história. Eu achei que ele fosse me condenar ou criticar pelo que disse, mas ele entendeu que os motivos que me levaram a fazer programa foi o de ter passado fome e o rejeito de minha família, ele mesmo assim, me disse estar a fim de ter algo comigo. Queria namoro!

Sinto-me entranho enquanto conversávamos, posso estar enganado, mas ele falava de um jeito como se já estivéssemos namorando, me senti como se tivesse me proibido de fazer programa só para ficar com ele. Em alguns momentos ele me perguntava se eu queria namorar e até quando ficaria nessa vida, a resposta foi simples: Sempre quis namoro e pretendo ficar nessa, até quando eu conseguir me divulgar da forma que eu sempre desejei. Aquelas "outras" perguntas não poderiam faltar: e se você começar a namorar vai parar de fazer programa? Eu digo – com certeza! Já deixei de fazer programa por várias vezes quando namorava, só voltava depois de descobrir que estava sendo enganado, aí sim, retomava minha vida como GP, caso contrário, largo tudo, só mantenho o blog e excluo os programas da minha vida.

Eu achei que ele tivesse entendido o que eu quis dizer, chegou um momento em que eu disse que não estava a fim de ficar com ele naquela hora, estava querendo descansar, mas mesmo assim ele insiste e recomeça a me agarrar contra a minha vontade.

Ele queria me dar carinho, eu só queria voltar para casa e lavar meu banheiro (faltava uns retoques na limpeza a fazer)

Ele queria me beijar, eu queria vomitar, pois o cheiro de água sanitária estava me enjoando depois de eu ter lavado os azulejos do banheiro.

Ele queria ficar comigo, eu apenas queria meu lugar ao sol.

Algumas pessoas que me relacionei implicaram comigo por causa do blog, querendo que eu apagasse para não chamar a atenção de mais ninguém, ciúmes. Só que não o fiz, queria alguém que entenda que meu caso com a internet é sempre estar dando ideias aos leitores e pessoas que gostam de mim, alguns não entendem isso, e achava promíscuo o que fazia. Nem me importava, eu tendo meus leitores e recebendo as centenas de e-mails que recebo pra mim tá bom! Ele na intenção de ser “perfeito” tipo o namorado dos meus sonhos, ele queria me ajudar na manutenção do blog, aí não seria eu quem estaria o fazendo, seria outro e isso não rola. Ele fez isso pra dizer: Olha, eu aceito ficar com você, que mantenha seu blog e se quiser, até te ajudo nele. Sou o que você procurava, né?

E se eu disser que tô a fim de você – ele me disse e eu respondo: Ah, a gente vai conversando, né! Eu não vou sair de minha casa e vir morar aqui com você se é o que pensa, tem que ter calma e muito tempo pra que tudo dê certo.

Já eram umas 04h00minu da manhã, o enjoo começou a piorar, minha mão fedia a sanitária, ele me chama pra entrar em sua casa e me promete que não vai me agarrar, entro, me sento na cama... E lá vem ele! Tentando mais uma vez me beijar sendo que não estava com vontade, porra!

Ele diz:

Como seria se estivéssemos namorando e você com esse jeito de nem sempre querer ficar?

Se for o caso, nem namoro com alguém assim. Ai gente, quando eu não quero, não quero mesmo. Como eu disse, queria ir pra casa e arrumar minhas coisas, ele me pede 15 minutos ali fora com ele, fiquei mais de duas horas. Ele tentando algo que deixei bem claro, não querer, que é ficar com ele (beijos, abraços). Ele começou a me fazer carinho, não gostei, nem disso estava a fim, depois de dizer que sou masoquista, ele me morde, piorou a situação, continuei sem tesão!

Ele é legal, mas me senti sufocado, preso e forçado a fazer o que não queria. Quero um pouco de espaço, sem me pressionar. Não sou um pássaro, pow! Gostei muito do dia em que saímos pela primeira vez, nesse dia estava com tesão e a fim de beijar, abraças, dar e receber carinho. Nesse dia, sim, mas agora que nos encontramos nessa semana, não.
Leia Mais ►

E NA VIRADA DO ANO...


Minha passagem de ano foi tranquila, passei junto de um amigo (dormindo) e foi normal, apesar de eu estar a fim de conversar por estar chateado com algumas coisas, coisas do tipo relacionado ao fim do ano mesmo, eu precisava era de desabafar com alguém, falar o que estava sentindo e infelizmente não deu pra fazer isso. Estava chateado apenas pelo fato de não ter passado com minha mãe (por ela ter falecido) e isso me deixou mal, seria melhor se eu tivesse ficado em casa, acho que na minha solidão me sentiria menos mal.  Nunca me senti tão isolado estando com alguém por perto, via pela janela os vizinhos de meu amigo festejando, comendo e bebendo como se tudo realmente fosse festa, vi uma velhinha que lembrou minha mãe, saudade bateu mais ainda.

Ontem foi um dia bom, saí cedo do serviço e estava a caminho da casa de meu amigo quando meu telefone toca, ao atender, um ex-cliente me liga me avisando que estava do outro lado da rua me esperando. Um cara que havia saído com ele há um ano atrás, e ontem resolveu me ligar. Durante esta semana ele tinha passado por lá em meu serviço para pegar meu número de telefone, disse que estava a fim de conversar comigo. Ele sendo uma pessoa que eu adorei muito ter conhecido, passei meu número e ficamos mantendo contatos. Ontem na hora que ele me avisa estar me esperando, fiquei nervoso: Tinha marcado com meu amigo de Volta Redonda de ir pra lá, mas o ex-cliente do nada aparece e quer falar comigo, mesmo assim saí com ele. Ele achava que eu ainda morava no bairro Cidade Alegria e estava me levando pra lá, ele apenas tinha me buscado no trabalho para me levar em casa e conversarmos um pouco. Parados em frente ao prédio onde moro, ele sempre falava da gente como se fosse um só, literalmente me pedindo em namoro.

Um cara fantástico que mantive durante esse tempo todo, um desejo enorme de encontrá-lo novamente, tive de esperar mais de um ano pra que isso acontecesse, agora que a hora chegou, não vou perder tempo. Quero mais uma vez manter do meu lado quem eu gosto e quem não fique me cobrando atenção por falta de tempo. Faltou pouco para ficar com ele e dar um bolo no meu amigo, só que como tinha marcado e estava me esperando, resolvi ir. Mas confesso que seria melhor ter passado a noite com meu ex-cliente do que ter indo pra Volta Redonda. Estava muito, mas muito a fim de ficar com ele.

Leia Mais ►