25 junho 2013

MEU WHATSAPP - E O SEU, QUAL É?



Apanhei um pouco para aprender a usar, mas já tô me acostumando. Resolvi criar meu WhatsApp, muita gente me perguntava se eu não tinha, pois facilitava o contato, então, está aí, espero que facilite mesmo, pois não vi muita graça no aplicativo! Rsrs.

Deixa eu ir, pois tenho muita coisa pela frente (e por trás também)!

Boa tarde.

Se você for me mandar mensagem enchendo o saco pedindo dicas, que arrume clientes ou achando que sou cafetão (o que não sou) vai ser bloqueado na hora. Acorda!!!

 

Meu WhatsApp: 011 97029-8652 


NOVAS REGRAS - ATUALIZADO 2017

OBS: Acabei de criar meu “cursinho” com dicas para os novos garotos de programa e está à venda! Para mais informações sobre como contratar meu workshop clique no link: http://odiariosecretto.blogspot.com.br/p/workshop_13.html

É um curso de lições básicas de sexo para prostitutos iniciantes. A intenção é ajudar e ensinar a como ser um garoto de programa com dicas que utilizei para ganhar bons clientes. Pensando nisso, meu grupo do WhatsApp será fechado apenas para pessoas que estiverem no meu workshop. 


R$ 135,00 reais meu workshop para tirar suas dúvidas e ajudar com dicas. Você ainda leva meu livro de brinde, onde relato minha vida como garoto de programa e como atendi a alta sociedade.

 Fique por dentro sobre meu livro. Link: “O Diário Quase Secreto De Um Garoto de Programa” e saiba como fiz para me tornar garoto de programa e alcançar os melhores clientes.

E agora na versão digital pela Amazon. Link: "Livro do Hiago, versão eBook"



23 junho 2013

WELL-BEING



Meu dia ontem não poderia ter sido melhor. Acordei cedo e aproveitei cada momento, ficando e fazendo tudo que me deu vontade, sem compromisso com nada, sem agenda para cumprir, só em mente poder curtir um dia de folga. Para melhorar a situação, me encontrei com uma prima na rua, que está passando por problemas de saúde e que mora em Barra Mansa, uma mulher incrível, que adoro muito! Mais tarde fui até Volta Redonda, passando pela casa de um amigo, o que foi mais um momento bom e que curti muito. Graças a Deus, não tive aborrecimento, dia literalmente de paz.

A noite, já não aguentava mais, a felicidade era tanta que me esgotou, me fazendo ficar em casa lá pelas 22h00min, curtindo minha cama. Acabei dormindo cedo, o cansaço por ter tido um dia feliz, me consumiu.

Hoje acordo ainda no pique, levanto tarde, pareceu que eu havia trabalhado a noite toda, pois levanto com sono. Resultado do excesso de felicidade. Vou à rua tomar café enquanto atualizo os meus passos de tudo que estava fazendo através do Twitter. Encontro com clientes no mesmo lugar que eu estava e como sempre, fingem que não me conhece, com medo de se expor.

Voltando pra casa, fiquei surpreso com uma situação que já me aconteceu há um tempo atrás. Eu estava vindo embora, quando um cara para o carro e me chama. Na maior educação, ele me olha e diz: “não sou daqui, vim de Barra Mansa, e queria saber, com todo o respeito se posso te chupar?”. O cara foi de uma educação para me pedir isso, que achei cômica a situação de ele me pedir gentilmente um boquete. Ah, mas não rolou. Ele até que era bonito, seria interessante poder receber uma chupada, mas antes de sair de casa, logo assim que eu acordei, tinha me masturbado e na hora que ele me intima, eu estava sem tesão.

Que todos tenham uma boa noite.



20 junho 2013

SAI DA MINHA ABA!


 
 
Eu assumo que entrei em contradição e fiz exatamente o que criticava nos outros. Sem a menor culpa, acendi um cigarro. Na verdade foram dois. Eu estava achando que agindo dessa forma fumando, resolveria meus problemas e me faria esquecer de pessoas que tiraram o dia para me perturbar, mas não. O máximo que consegui foi continuar com os "problemas" e ainda por cima, com fedor de cigarro. Sou um ex-fumante, parei com isso por ver que não fazia sentido acender um cigarro e ficar soltando fumaça, mas isso era algo que eu fazia quando estava estressado, mas depois, quando comecei a passar mal diariamente por conta da nicotina, resolvi parar sem nenhuma crise ou esforço. Comprei um maço, tirei um para fumar e na mesma hora bateu a "depressão", aquele mal-estar que o cigarro às vezes proporciona, então, acabei dando o maço para meu amigo fumante.

Ontem fiquei nervoso. Pessoas não satisfeitas em ter meu telefone, acabaram indo onde eu moro, para tentar "falar" comigo, isso foi um dos pontos negativos que tive, pois detesto pessoas que não me avisa que estão vindo me visitar, chega de surpresa e fica me torrando a paciência. Um amigo é algo que se faz rapidamente, mas a amizade é um fruto que amadurece lentamente, tem gente que acha que por ter anos de amizade, tem nas mãos uma grande pessoa, que pode contar com sua presença em todos os momentos, mas não é bem assim, muitos enganam e mesmo passando anos e anos ao seu lado, a grande maioria só está interessada apenas em uma coisa: "no que você pode dar a ela".

Minha raiva é devido a certas pessoas estarem vindo me procurar para pedir ajuda. Não condeno quem seja sozinho no mundo e não tenha pessoas de confiança, mas me procurar para que eu resolva todos os problemas como se eu fosse mágico, não rola. Teve gente que me deixou com medo, alguns descobriram onde moro e queriam me conhecer, eles acham legal a vida do Hiago e queria conhecer o garoto (eu). Até aí tudo bem, mas ficar fazendo plantão na porta de casa, para ver se me encontra, é algo chato e por conta disso, perdi quase que toda a manhã trancado em casa, pois sabia que haviam pessoas do lado de fora me esperando. Os que me conhecem e visitaram minha casa, sem problema algum (isso vale pra eles) tomaram a liberdade de bate na minha porta, ligar para meu celular e ficar com a cara na porta pra ver se ouviria meu celular tocando, para ter a certeza se eu estava ou não em casa. Não gostei nenhum pouco disso, quase chamei a polícia para apreender meu "amigo". Fiquei com muita raiva da situação, saí de casa na intenção de procurar um apartamento onde tenha segurança na portaria e se possível, cães da raça Pit bull, para afastar pessoas assim.

Sei que muita gente vai me esculachar, pois não vão entender o que eu estou dizendo, mas quero deixar bem claro, que em nenhum momento abri mão de fazer amizades, conhecer novas pessoas e tal. Mas a única coisa que eu quero é continuar tendo meu espaço e que ele não seja invadido por pessoas acharem que são meus melhores amigos.

Quer ir em casa? Pode, claro, mas me ligue antes.

Quer ter uma conversa comigo? Sem problema algum, me ligue (no horário que eu esteja disponível) e conversaremos.

Mas não apareça de surpresa, pois nem pelo olho mágico da porta eu vou ter o trabalho de olhar e ver quem é. Outro ponto que me deixou mal, é saber que das pessoas que me procuraram (digo dos "amigos") a maioria são aqueles que eu fiz questão de me afastar, por serem pessoas interesseiras e que estavam querendo ganhar as minhas custas. Das vezes que disse estar feliz, foi por ter me afastado deles, mas eles acham que somos (mais uma vez esse assunto) ricos por termos roupas de marca e fazer programa, pensam que estamos fazendo caridade para ficar sustentando pilantras.



Mas no fim de tudo, a culpa é minha, pois eu nunca soube dizer, não.





18 junho 2013

O BRASIL ACORDOU!


Sempre fui contra a violência, mas ultimamente tenho sentido um pouco de orgulho ao ver manifestantes lutando pelos seus direitos, vendo que o BRASIL nunca iria para frente com gastos bilionários que estavam sendo feitos em obras de estádios, onde só jogadores iriam ganhar com isso, já eu e o restante que trabalha para pagar contas, não ganharia nada! A gente não pode ser violento, mas policiais podem estar jogando spray de pimenta em crianças e idosos que estão nas ruas como andei vendo em fotos na internet? Isso pode ser feito?

Soube de uma futura manifestação que será feita em Resende, nesta quinta-feira, só não sei se os Resendenses terão coragem para enfrentar policiais e várias situações de riscos para lutar por seus direitos. Pior vai ser (se isso acontecer mesmo) ver os policias agindo com autoridade, pois numa manifestação dessas, eles vão querer mostrar seus serviços e agir como cidadão, coisa que está longe de ser. 

Quinta-feira está para acontecer a manifestação, que será em Campos Elíseos, se não me engano. Vamos ver o que acontece. Se depois de tudo isso, Dilma não mudar e começar a investir no povo que precisa, ah gente, só queimando Dilma na fogueira e digo na forma mais maligna e cruel, amarrada e com uma maçã na boca.

abaixo está o link de um dos assuntos mais comentados no Twitter:



 Sério, algo que eu adoraria ver, é de Dilma e seus familiares levando spray na cara, melhor ainda seria ver os filhos dos policiais levando. 


NÃO VEM FALAR DOS SEUS PROBLEMAS QUE EU NÃO VOU OUVIR!



Esta semana tenho passado por momentos difíceis, onde tenho que ouvir pessoas próximas me bajulando para conseguir algo. Tá complicado, e quando começa assim, vem aquele sentimento ruim de “atraso de vida”, que não quero mais pra mim. Não vejo problema algum em dizer a verdade sobre o que se passa na vida da gente, eu disse outra vez que mesmo pessoas tendo dinheiro, acabam passando por dificuldades, então não há nada com que se preocupar. Só que tem gente que exagera, aumenta a situação e me deixa puto com isso.

Esta semana meu amigo me procura, disse que precisava de ajuda ($$$), pois estava no aperto. Só que, o problema é que conheço BEM o meu amigo e sei muito bem como ele age. Ele não trabalha e vive de bico, quando consegue um emprego, faz o maior esforço para sair e encostar, para receber dinheiro sem fazer, nada. Literalmente um vagabundo que não gosta de trabalhar e para completar a situação, acaba morando com um rapaz da mesma índole, que não gosta de trampo e passa no máximo 3 meses em cada lugar, agindo também com má fé, arrumando atestados e ficando afastado do serviço, o primeiro dinheiro que aparece em sua mão, cai direto na farra. Meu amigo encontrou alguém que combina com ele!

Já passei aperto e sei bem como é. Isso é resultado de uma falta de administração do dinheiro e falta de vergonha na cara. Meu amigo querendo chamar a atenção, me manda mensagem dizendo que se mataria, que se jogaria da ponte, pois estava cheio de contas e passando fome (golpe!). Eu em meu momento de dificuldade, caí na vida e ele se mata (???).

Não é de hoje que ele tenta viver dessa forma, chamando a atenção para conseguir se dar bem. Não é por sermos amigos (se bem que isso não é amigo) que tenho obrigação com ele, sendo que tenho minha vida e contas, também. Mas ele me vê assim: “alguém rico, que ganha dinheiro fácil e pode ter uma condição boa de lhe dar uma mesada por mês, para não passar sufoco”. Bom, amigos sim, mas negócios à parte.

Sabe por que debocho da situação? Quando eu estava passando pelos mesmos problemas e comentava com ele, acontecia uma mágica que ele desaparecia e só voltava quando a situação estava boa pro meu lado. Não me abalei com o que me disse, nem me preocupei, pois achei como se fosse um “bate-volta”, onde foi e voltou, fez comigo e agora tá recebendo.

Aproveitando o embalo, estou muito a fim de participar de eventos de caridade, onde eu possa colocar as mãos na massa e fazer algo pelo próximo. Não sei, mas fico muito desconfiado em fazer qualquer coisa aqui na cidade (que também precisa muito de ajuda, pois o prefeito, né!), mas como saber que nosso esforço está sendo investido em quem precisa? Sempre passo muito tempo reclamando que: "o prefeito não faz isso, ou que ao invés de estádios de futebol, poderia investir contra a fome no Brasil e por aí vai". Já tá na hora de eu parar de reclamar e começar a fazer, já que ninguém quer, não é mesmo?


14 junho 2013

E DEPOIS A CULPA É MINHA?


O que cliente mais reclama, é do garoto não conseguir ficar de pau duro como esperava. Isso é normal, não é fácil sair todos os dias com alguém diferente, sentindo cheiros diferentes e uma vez e outra, ter a sorte de encontrar alguém com a química perfeita. Eu por várias vezes broxei diante do cliente, na maioria das vezes não me sentia bem ao estar com ele, para "ajudar", o cliente não estava tão “sexy” do jeito que espero e o que eu sempre reclamo é, higiene. Chego a ser chato com esse assunto, mas é pura verdade. Em alguns casos quando o garoto não fica excitado, alguns têm a coragem de dizer o problema e manda: “não te curti, não senti atração e por isso não fiquei excitado”. O cliente fica constrangido com a situação, quando na verdade deveria ser levado na “esportiva” sendo que o GP foi sincero em dizer a verdade. Mas na primeira oportunidade, o cliente se achando na razão, sai falando coisas para prejudicar a imagem do GP.

Eu já perdi muito cliente por dizer a verdade, tanto na hora em que estava com ele e depois, quando relato no blog. Já saí com pessoas que na minha cara dizia que eu não era tão bom, mas mal sabe eles, que o meu nojo foi tanto, que me impediu de continuar e de ser melhor.

Clientes e esquisitices:


  • Lembro-me de um cliente, marcamos um programa e não chegou a ser grandes coisas, eu esperava mais dele, e ele, achou que não era eu o Hiago, disse que nas fotos apareço mais branco, sendo que tô cansado de dizer os motivos, mesmo assim alguns idiotas insistem em não prestar a atenção no que eu digo. Já começa aí o primeiro ponto negativo. Depois, no meio do programa, o cliente resolve me dizer de cirurgias recentes que fez, cirurgias de remoção de verrugas. Agora me diga: tem como ficar excitado ao ficar ouvindo pessoas dizendo que removeu verrugas daqui e dali? Eu não fiquei e na mesma hora, bateu a ânsia de vômito. Juro.

  • Outra situação foi de um gordinho que conheci. Ao telefone me pareceu ser bem sexy, mas pessoalmente era muito afeminado. Não curti. Fomos ao motel e tudo corre bem, ele alisa meu pinto e me deixa animado, com vontade de dar lambidas em sua bunda. Fico de frente a ele, abro suas pernas e pra começar, vejo suas assaduras. Naquele momento não era de uma lambida que ele precisava e sim Hipoglós. Não lambi e tentei fazer outra coisa, mas não deu, ele fedia muito, tanto na bunda quanto no pênis, que visivelmente estava mal lavado.

  • O cliente queria ser passivo, chega desesperado me implorando que eu o coma, age com feminilidade pensando ser mulher e achando que estou gostando da situação. Odiei. Se fosse mulher que eu estivesse a fim de fuder na hora, teria procurado uma, e não um homem com feições femininas. Não fiquei excitado, ele estava tão desesperado para dar, que chegava a ser algo nojento de se ver, ele não tinha modos, educação e mesmo entre quatro paredes, ele não mantinha a pose de homem, me deixando totalmente constrangido com a situação. Estava lendo um e-mail de um GP que broxou nessa situação, o cliente chegou com tanta sede ao pote, que o menino ficou desanimado e não funcionou. Coisa normal.

  • Já tive curiosidade, mas com pessoas certas e não qualquer um. Saio com um coroa gostoso, cheio de fogo e animação pra sua idade, que passava dos 60 anos. Saímos à primeira, segunda e terceira, na quarta vez ele resolve me fazer uma surpresa. Enquanto fico na cama o esperando, ele se prepara no banheiro e veste uma calcinha velha, florida e muito feia, com seu pinto por debaixo da perna dando a entender que ali tinha uma vagina. De onde ele tirou que eu iria gostar disso? Não me senti bem, principalmente quando ele decide cheirar pó, bem na minha frente.

  • Um rapaz lindo, novo e muito simpático. Acabei descobrindo nele coisas em comum, ele curtia um sexo Hard, sem contar que com ele experimentei o que mais curto, que é a chuva dourada, recebendo em minha cara todo seu mijo. Até aí tudo bem, gostei de verdade dele, pena que antes de começarmos a ficar, senti um cheirinho forte de cê-cê (cheiro de nego). O que me deixou muito espantado, pois ele é branco.

  • Eu até que gosto de animais de estimação, não tenho nenhum, mas se pudesse teria. Saio com um cara que ama cuidar de animais, tanto que em sua casa parecia um zoológico com tantos bichos que tinha lá. O cheiro era forte, mesmo assim fiquei. Acabei passando a noite, dormimos coladinhos e no meio da noite, com meus ataques de sonambulismo, me viro na cama. De costas pra ele, acordei sentindo a cama tremer, fiquei parado imaginando o que seria. Senti um movimento estranho na cama, parecia que ele estava se masturbando, mas nessa hora me perguntei: “porque não me acordou”? Comecei a ficar animado e quando viro para abraçá-lo, dou de cara com seu cachorro atrás de mim dormindo no meio da gente. A cama tremendo, como se ele estivesse se masturbando, era a respiração do cachorro. Nunca mais saí com ele!

  • Agora, a pior situação de todas, foi um dia em que fui até a casa de um cliente, estávamos na cozinha de sua casa, quando o vi tirando uma “caquinha” do nariz e passando na parede. (pausa para passar mal).

 
Tá vendo? São vários os motivos que leva o garoto a não ter um desempenho bom na cama. Eu assumo que existe GP ruim de cama, mas na maioria das vezes, o cliente colabora para que tudo de ruim aconteça no programa. Não importa se está pagando, mas se colaborasse um pouco mais para evitar esse tipo de coisa, seria perfeito. Quando um cliente fala mal de mim, não dou a mínima pra ele, sei que ele não irá dizer a verdade, do que realmente aconteceu, pois ele sabe que a culpa foi dele, nisso, para não sair por baixo acaba me agredindo dizendo que fui péssimo. E olha que nem sempre falo tudo o que eles realmente fazem comigo na cama. Às vezes vou com a cara da pessoa e deixo os comentários ruins de lado.
 
 

10 junho 2013

OBRIGADO, DEUS!


Eu já comentei aqui, das vezes que eu parava para ter uma conversa com Deus, das vezes que suplicava ajuda sonhando em resolver minha vida. Não vou repetir a história que já contei no início do blog >leia aqui< , mas é que hoje, tenho uma imagem do lugar que eu ficava e do lugar que eu fixava meu pensamento sonhando com minha felicidade. Na época, meu telefone não tinha tanta sofisticação e não pude tirar fotos para ilustrar meu post, só que agora, vendo minhas imagens salvas, novamente sinto aquela sensação gostosa que eu sentia quando orava e pedia ajuda. A sensação era estranha, ainda estava com medo e sem saber o que seria da minha vida.
Passou um bom tempo, mas fui ouvido, e hoje, estou feliz, mas infelizmente vendo pessoas próximas passando pelas mesmas situações em que eu passei antes, me vendo quase que na obrigação de voltar a este lugar e ficar admirando a vista, só que agora, pedindo a Deus que ajude outros.
 
 
Era aqui, que eu ficava chorando, olhando Resende ao fundo, me imaginando
em algum lugar ali, sendo feliz.
 
 
Sempre fiquei fascinado, vendo beeem longe, os carros passando.
 
Foi aqui que meu sonho de mudar começou, aqui que meu Pai do céu, ficava em silêncio me ouvindo, para hoje, me dar tudo o que pedi. Sempre olhando ao fundo Resende, e imaginando mil coisas que eu poderia estar fazendo, das pessoas que iria conhecer e de muito mais. Só deixando bem claro, hoje em dia, eu e minha família temos contatos constantes e acho que aquela “sede” de “vingança” não existe mais. Consegui provar a mim mesmo, que sou melhor que eles!
Obrigado, Pai.


08 junho 2013

SERÁ QUE VALE A PENA TANTO SACRIFÍCIO?


Me diverti muito agora pela manhã, com um alguém que cheguei a conhecer e quase tivemos um “lance”. Na época, eu ainda morava em outra cidade, estávamos distantes um do outro e mesmo assim, diariamente ele me ligava. Passávamos horas ao telefone com ele me fazendo juras de amor e querendo morar junto comigo, nesta época eu ainda era cabaço, não sabia da vida e nem o que era sexo (mais ou menos assim), eu já estava naquela fase de mudança, em que eu pensava em sair de casa e cair no mundo (olha eu aqui!). Ele estava disposto a me ajudar, mas eu sabia que seria por interesse (dele) de poder ficar com alguém. Namorando ou não, eu estaria me vendendo do mesmo jeito, só que ele prefere chamar isso de “caso sério”.
Não deu certo, eu com minha mente meio perturbada acabei pulando fora, coisas de “aborrecente” que eu fui um dia. Hoje o encontro e damos boas risadas juntos, principalmente de ele me dizendo que eu quase o levei a falência, pois gastar com ligações todos os dias, não era coisa que saía barato. Tive pessoas, que comigo chegavam a gastar mais de 500 reais, só em ligações. Na época, as telefonias de celulares não faziam promoções como hoje em dia.
Algo que gosto de ouvir, é que estou mudado. Gosto quando me perguntam o que estou fazendo para ficar assim, como estou hoje, e ele confirma, me dizendo que estou bem melhor do que há uns 6 anos atrás. Como ele me disse: “nossa, você tá mais bonito!” e eu brincando, digo: “eu sei”.

 
 
Ele, como muitos outros, teve muita paciência comigo, pois eu era muito chato. No momento de nosso reencontro, começa a tocar uma música que chega a descrever nosso "caso", em relação à distância. Por falar nisso, eu amo esta música.
 
 

07 junho 2013

CANSEI DE SER SEXY!




Cansei de ser sexy, e de mostrar o que todos querem ver!


Cansei de todos os dias atender ao telefone e do outro lado da linha, ter alguém à procura de alguém sexy e que fique falando besteiras, enquanto ele se masturba. Tô ficando mais de vinte minutos ao telefone, com pessoas que me perguntam: “como você está vestido?”, ou “tá de pau duro?”, ou “esfrega o telefone no seu pinto para eu ouvir”.  A intenção do garoto é de sempre chamar a clientela e fazer a divulgação de sua imagem, mas eu acho que já passei dessa fase e não preciso ficar passando raiva ao telefone com novatos que estão a fim de fazer parte da minha lista de clientes, chego a perder o sono quando na madrugada me ligam apenas para fazer orçamento.

Hoje pela manhã, um rapaz me liga e começa a pedir que eu me descreva, logo de cara, ele começa a falar besteiras do tipo que “quer comer cu, tá excitado e blábláblá”. Logo pela manhã, ficar ouvindo marmanjo querendo sexo por telefone, não dá! Minha vontade na hora em que ele pergunta como eu estava, foi de dizer: “acabei de acordar, tô com mau hálito, remela no olho e acabei de cagar!”

O cara fica um tempão falando comigo, pra no final, dizer que gostou da minha voz, mas que àquela hora em que me ligou, não poderia vir me encontrar. Depois ainda fica me mandando torpedos, achando que vou responder.

Gente, aprenda uma coisa:

  • Não mando minhas fotos, não insista!

  • Adoro fazer amizades, mas não seja chato, durmo tarde e acordo mais tarde ainda, então, me liguem tarde.

  • Tem várias pessoas que chego a conversar todos os dias por telefone frequentemente. O que chega a ser chato, é que todos os dias são sempre os mesmos assuntos, não muda!

  • Acho que vou abandonar o telefone ou chamar alguém para atendê-lo para mim.

  • Não sou grosso quando retorno os e-mails daqueles que me escrevem, mas tem gente que merece sim, levar uma bronca por ser tão irritante. Falo sério e de um jeito diferente, o que muita gente acha que estou dando má resposta, mas não.

  • Por favor, parem de buzinar quando passam de carro por mim na rua, sério, isso me incomoda muito, pois sempre levo susto. (hahaha).

  • Outra coisa importante. Sempre que me mandam mensagens, principalmente no meio da madrugada, procure avisar se este número que estão me retornando é de vocês ou não, pois na grande maioria das vezes quando eu resolvo retornar a ligação, é sempre outra pessoa que atende e a situação fica chata, pra vocês, né.

Só para finalizar, quero agradecer aos estudantes que estão aos montes me procurando para que eu ajude sobre seus trabalhos de escola. Não que eu seja professor, mas em seus trabalhos e pesquisas, estão envolvidos sobre a vida e rotina de garotos de programas, com isso, eles me procuram para pedir ajuda e tirar dúvidas. Sexo ou prostituição é cultura? Ou educação? Na minha época não existia essas coisas, a gente aprendia sim, sobre doenças e muito mais coisas (menos a escrever correto, por isso cometo tantos erros aqui haha), só que sobre prostituição e pedir que procuremos na web sobre o assunto, nunca foi passado para a gente.
Tô com propostas boas por aí, em breve vem um “filminho”. Aguardem.



03 junho 2013

PENA QUE NÃO SÃO TODOS QUE CONHECEM A PALAVRA "DISCRIÇÃO"



Os acontecimentos a seguir, são desta madrugada:

Sem nada para fazer em casa, cansado e sem animação para fazer programa, eu resolvo sair para a rua e sentir o frio da madrugada me congelar, enquanto vejo travestis fazendo programa com vestido curto e salto alto. Passa um travesti perto de mim, me come com os olhos achando que eu pudesse ser seu cliente desta noite, ela se aproxima e me manda:

Travesti: “Oi gato, tá a fim de um programa?”

Eu: “Tô sim, cobro 250 reais à hora!”

Ela sem graça vai embora.

Sempre disse que nunca vi problema em cumprimentar pessoas que se vestem de mulher ou até mesmo os mais afeminados, esta semana um amigo me disse para tomar mais cuidado para que pessoas que frequentam meu local de trabalho não me vejam em situações constrangedoras. Eu até concordei com ele, mas pouco me importo com o que o povo desta cidade pensaria se me visse nessa situação, não dou a mínima para eles. Só que agora à noite, uma situação me fez pensar muito.

Eu sou alguém público onde todos sabem o que faço e deixo de fazer, tenho uma imagem e mesmo que esteja queimada pela minha profissão de puto, ainda sim tenho que mantê-la sempre passando ser alguém descente, ou seja, situações que podem me prejudicar e me fazer perder clientela, é bom evitar. Estava na rua agora a pouco com um amigo que às vezes gosta de dar na pinta. Não se veste de mulher, mas age como tal. Como eu trabalho com o público, tenho que ter respeito e passar esta visão a eles, me colocando no meu lugar sem chamar a atenção na rua agindo como “viadinho”, meu amigo não, ele ao ver algum carro ou pessoa passando pela rua, ele mexe com a pessoa deixando-a sem graça, e a mim também.

Ponto de vista:

Não é por eu ser gay que tenho que sair gritando aos quatro cantos do mundo o que sou, já divulgo minha vida de uma forma totalmente agressiva, já é o suficiente e melhor do que estender a bandeira gay no peito e sair gritando “sou passiva!”, não que eu sinta vergonha por esta opção, mas cada um tem que se colocar em seu lugar para dar e ter respeito. Vivo a minha vida e faço o que faço, mas sem incomodar ninguém, posso exagerar nas coisas que falo ter feito, mas na rua não saio dando sinais de que eu sou o garoto que fez isso ou aquilo. Ando na minha, como alguém normal que eu sou.

Algumas travestis se aproximam da gente, eu fico na minha, mesmo sabendo que estão passando por perto pessoas que me conhecem do meu trabalho no comércio e que amanhã poderiam chegar comentando algo, como hoje enquanto eu estava no mercado e um amigo (conhecido que frequenta onde eu trabalho) comenta: “te vi ontem na rua, era de madrugada”. Fica uma situação chata, pois clientes e futuro clientes que me ver com alguém do tipo, vão se afastar de mim com medo de se expor, de me verem com ele e depois comentar que eu sou o cara que anda com os travestis. O cumprimento normal, mas ficar de papinho, não mais. Infelizmente não dá mais para ficar de conversa, como eu disse, são pessoas que não se comportam da maneira correta e chamam a atenção mais para o lado ridículo da história e não o lado ético. Eu quando ficava na rua, nunca precisei ficar pulando ou subir em árvores para que me vejam, sempre fiquei na minha e sempre fui escolhido.

Não quero prejudicar a imagem que eu tenho e quero passar, menos ainda perder o respeito dos poucos que são dignos dele aqui na cidade. Vou ter que selecionar melhor minhas amizades e cortar algumas pessoas.


 

02 junho 2013

02 DE JUNHO: DIA INTERNACIONAL DA PROSTITUTA



Pra quem não sabe, hoje é o dia internacional da prostituta. Acho legal prostitutas terem um dia para serem lembradas por todo o sacrifício que elas fazem, e serve também para os garotos, Loverboys de plantão, que dão seu sangue e gozo para satisfazer clientes.

Venho dar os parabéns a todas as prostitutas e Loverboys de plantão que estão aí, ralando como loucos. Quero mandar um beijo especial para minhas professoras, minhas primas e pra toda minha família, especialmente pra você que tá lendo agora.




#FelizDiaDasProstitutas


01 junho 2013

SABADÃO...



Boa noite.

Hoje foi um dia diferente em que eu não fiz exatamente nada! Recebi 30 ligações de pessoas me perguntando se hoje não iria sair post novo, uma delas foi meu querido amigo de Teresópolis. Desculpe desapontar vocês que estavam esperando alguma coisa nova, mas hoje fiquei de boa, não fiz nada de interessante e menos ainda me aconteceu algo novo. A única coisa que está acontecendo e que percebi hoje foi meu aumento de peso. Estou tomando remédios para pegar mais corpo, com isso estou comendo o dobro e engordando muito, percebi isso quando me deparei sem camisa hoje. Não estou nada exagerado, eu até que gostei, mas vou tomar cuidado, não quero passar disso.



Tem alguma explicação para eu aparecer mais clarinho nas fotos que eu tiro?
 
 
Até mais...
 
 

Anterior Proxima Página inicial