quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

ENTÃO É NATAL... E DAÍ?



Natal pra mim ainda continua sendo uma data sem muita importância. Dia normal na minha vida. Se eu tivesse minha mãe viva, quem sabe não pensaria de outra forma. Mas como eu disse, nunca vi motivos de comemorar, ainda mais sabendo que existem milhões de pessoas vivendo de forma diferente da minha.

Resumindo: natal é um dia que aumenta ainda mais minha certeza de que as pessoas são interesseiras e falsas. Eu conheço milhares de pessoas. Destas milhares, algumas me procuraram durante o ano pedindo ajuda. E desses, sabe quantos me desejaram feliz natal? Nenhum! Não faço questão de ser abraçado e ouvir elogios falsos de natal, só quero dizer que, quando precisaram, se lembram de mim. Fiz muita coisa pra muita gente este ano, e no fim, nem votos de felicidades recebi.

Perda de tempo! Mas só um aviso: o "Hiago Banks" aqui vai fechar. Dá a bunda ninguém quer, né!

Feliz natal.


Leia Mais ►

sábado, 20 de dezembro de 2014

SEXO É VIDA!

Pra quem pensa que me afastei da vida fácil e estou de férias, se engana. Eu apenas estou dando preferência para comentar minha rotina como turista do que relatar meus contos eróticos. Afinal, ainda estou em fase de finalização do meu livro e quero deixar as histórias de sexo para primeira mão quando lançar. Mas, para não perder o costume, vim dizer alguns dos eventos que me ocorreram, até mesmo durante as viagens.

Não troco foto. Isso é fato. Sabe lá quem é o psicopata que está do outro lado me pedindo fotos com caras e bocas. Já arrisco trazendo pra minha casa, agora, a pessoa quer que eu mande foto, apenas para matar a curiosidade de saber quem sou. Bom, esquece. Foto engana. Às vezes mostra a beleza que a pessoa não tem, e quando chega ao vivo e a cores, vem a decepção. Com o Guga foi assim, por foto encanta qualquer um, mas pessoalmente, deixa a desejar. O que me agradou mesmo nele foi seu jeito meio tímido na hora do sexo, parecia meio sem saber o que fazer, mas eu sei que era charme, uma forma de “esquentar”, deixar com que eu pense que eu iria ensinar. Muita gente curte isso. Ele estava a fim de me comer, mas acabou sendo comido. A única coisa que me atrapalhou um pouco foi a cama, pois era mole demais, e quando deitado, a gente afundava nela e meter numa cama assim, até dá para gozar, mas o contorcionismo precisa entrar em ação.

Eu adoro um sexo mais “pesado”, com agressão e tal, mas vamos combinar que mesmo gostando, tem dias específicos pra isso, né. Depende de vários fatores que inclui a pessoa e até o momento. Não é por eu gostar que vou querer sair por aí levando porrada. Tem tudo uma preparação, um encanto pra que estimule mais. O novato mais uma vez me arrebenta (literalmente). Morde minha boca, pescoço e até cabeça. Se fosse em outro momento eu até pediria que me fizesse isso, mas naquela hora, ele me assustou, pois foi com muita sede ao pote. Não deu nem tempo de eu esquentar para entrar no clima. Só o beijo que ele me deu já quase me vira do avesso. Cheguei a sentir sua língua no sininho da minha garganta! Ele, como muitos outros, foi um dos que chupou minha bunda com vontade. Desta vez o ponto negativo foi pra minha cama, que estava fazendo MUITO barulho.

Todo gay é carente? Bom, não sei. Só sei que o Gustavo estava a fim de passar à noite comigo. Logo de cara rolou uma afinidade entre a gente, mas ele estava carente demais. Quando comecei a comê-lo, ele sussurrava em meu ouvido que me amava e exigia que eu dissesse o mesmo.

Ai ai, beijo com porra é muito bom! Obs: não curto com todos, ok?! Tem momentos que é legal gozar na boca do parceiro e depois dar aquele beijo gostoso, sentindo o gosto da própria porra. Confesso que, com o Gui, foi a primeira vez que me instigou de verdade, pois os outros (se falei bem, era mentira) não foi agradável. Só o fato de eu ter gostado de ficar com ele, anula todas as outras vezes que tive esta experiência. Ele é de São Paulo, nos conhecemos nesta minha viagem para Foz do Iguaçu. Magrinho, lindo, andava com aquelas almofadas de hemorroida no pescoço, acho cafona, mas engoli a seco. Ele me pergunta se estava a fim de beijar com porra, como estava animado, aceitei. Com ele a experiência foi boa, me agradou muito.


Obs: espero que não apareçam pessoas querendo fazer isso, pois como eu disse, nem todos me agradam para tal ato.


Leia Mais ►

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

FOZ DO IGUAÇU / PARAGUAI: HIAGO SEM FRONTEIRAS

Meu domingo em Foz do Iguaçu foi ainda melhor. Eu estava achando que seria pouco tempo pra tantas coisas que eu estava a fim de fazer na cidade, mas os dias em que permaneci em Foz, acabei fazendo tudo o que eu queria e sobrando tempo.

No domingo pela manhã acabei indo conhecer o Paraguai. O país é muito mal visto por ser rota de contrabando e de várias pessoas do mundo irem em busca de muamba, mas fora isso, é possível encontrar produtos originais, de qualidade e por ótimos preços. Na boa, o lugar onde eu estava era um pouco feio, mas valeu mesmo pra poder dizer que fui a outro país naquele dia.

Ponte da amizade: Divisa Foz do Iguaçu x Paraguai

Depois do Paraguai, acabei indo conhecer o Templo Budista que fica em Foz do Iguaçu. Um lugar religioso que me trouxe muita paz, sem contar da beleza que o lugar possui. Lá de fora dava para ouvir os budistas rezando. Lindo! Acabei comprando muitos amuletos de proteção, pois de pessoas invejosas ao meu redor estou cheio.





Logo mais, fui conhecer o Marco das Três Fronteiras, onde você via o Paraguai e Argentina, separadas pelo Rio Iguaçu. Do lado direito Paraguai, do esquerdo Argentina e de onde eu estava Brasil.


Lado direito Paraguai e lado esquerdo Argentina

O Parque das Aves foi outra atração que não me arrependi de ter ido conhecer. Isso pra quem curte a natureza como eu.



Ah, viajar e não fazer passeio de helicóptero, não é viagem. Acabei fazendo um voo sobre as Cataratas. Coisa mais linda de se ver! Fiquei muito emocionado de vê-la do alto.




Como minha ida até a cidade foi exclusivamente para conhecer as Cataratas, acabei voltando ao Parque Nacional para receber a energia gostosa que o lugar oferece. Até mesmo uma forma de despedida, pois domingo estava sendo meu último dia ali. Mesmo já tendo visto no dia anterior, ainda senti aquela emoção por estar de frente para a Garganta do diabo.




Pra fechar meu dia e voltar para o hotel pra descansar, fui ao Museu de Cera, onde tem três ambientes: O parque dos dinossauros com replicas de tamanho original dos dinossauros que ainda se movem e fazem barulho. O salão onde tem os artistas como Madonna, Lady Gaga, Pelé entre outros, todos feitos de cera, e o último ambiente era novo, era esculturas de todos os monumentos do mundo, como esfinge, casa branca, etc...





Depois disso voltei para o hotel, pois a bateria do meu celular havia acabado. Acabou rolando um encontro por lá, mas isso vou relatar no próximo post.

Boa noite.




Leia Mais ►

sábado, 13 de dezembro de 2014

FOZ DO IGUAÇU / ARGENTINA: OUTRO PASSEIO, OUTRO SONHO REALIZADO


Sempre quis conhecer as Cataratas.


Desde o começo do ano eu estava tentando vir para Foz do Iguaçu, mas o tempo não me permitia, e quando dava, acabava viajando para outro lugar. Sempre quis conhecer as Cataratas do Iguaçu, um sonho que acabei realizando e ficando feliz com isso. A viagem foi cansativa, pois a ansiedade não me deixou dormir com medo de perder o voo. Cheguei na cidade às 13h00, isso por que saí de casa às 02h00 da manhã. Estava exausto!
Não perdi tempo, assim que cheguei na cidade, dei um jeito de ir conhecer de cara o Parque nacional do Iguaçu, local das Cataratas. Foi uma emoção muito grande ver as Cataratas e atravessar a Garganta do Diabo, uma passarela que corre sobre as águas e fica próximo de uma queda d’água, onde acaba te deixando todo molhado.






Depois de conhecer as Cataratas, acabei indo para o Hotel dormir um pouco. Ainda tinha muita coisa pela frente. Fiz amizade com um taxista. Ele é jovem, e acabei arrumando um amigo pra me acompanhar (e levar) nos lugares.
À noite, acabei atravessando a fronteira e indo para o lado argentino. Foz do Iguaçu faz divisa com Argentina e Paraguai, basta um documento de identidade para atravessar o país. Acabei indo ao Bar de Gelo, que fica do lado argentino. Um lugar muito gotoso. Não curto bares nem muvuca, mas este acabei abrindo uma exceção e com certeza frequentaria todos os dias. O bar é todo feito de gelo por dentro, tanto nas paredes e até os copos. Eles nos dão uma roupa especial para entrar lá. O ingresso custa 40 reais e a bebida é liberada. O lugar pode ser visitado por crianças, mas acompanhado pelos pais.


Copo feito de gelo.


Depois acabei indo para o centro da Argentina, em Puerto Iguazu, um lugar onde tinha uma feirinha e muitos brasileiros frequentam o local. Na época quando fui para Buenos Aires, em Junho deste ano, o tempo estava muito frio, mas agora, não sei se por ser mais afastada de Buenos Aires, a temperatura aqui está bem quente! Acabei indo para um lugarzinho e comendo o “bife de chorizo”, uma comida que eu queria ter degustado quando fui à Argentina da outra vez e não comi.


Eu pensava em voltar para a Argentina, mas não imaginava que seria tão rápido rsrs. 


Leia Mais ►

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

BOM DIA, MUNDO!

Tive uma semana recheada de coisas boas e pessoas legais que cruzaram meu caminho. Mas agora, vim falar de um estrupício que tirou esta noite pra me irritar. Por telefone havia percebido que ele não dizia coisa com coisa. Suspeitei que estivesse alcoolizado ou fosse lesado. Ele sempre com sua “simplicidade” em dizer sobre o tamanho de seu membro, enchendo a boca pra falar que era enorme e que estava a fim de comer um cu. Falando dessa forma me acabava excitando, pois ele parecia mesmo ser alguém que gosta de pegar de jeito e dar um bom trato. Bom, marco com ele na rua de casa, e quando ele aparece, veio a surpresa. O cara já não era um príncipe, estava bêbado, mal educado, seu carro estava sujo e pra finalizar, seu “gigantesco” pinto meia bomba. Brigou comigo, pois não queria trazê-lo para minha casa. Naquele estado deplorável, sem chance! Ainda arrisquei uma punhetinha junto de uma oral, mas ele reclamava demais! Dizia que queria comer, que saiu de casa pra fuder, que eu menti pra ele, que quer ir pra casa, etc... Só sabia reclamar e reclamar. Se conversar com pessoas lúcidas já é difícil, imagina um bêbado. Detalhe: Já vi pênis bem maiores que o dele!

Mudando de assunto, quero avisar a galera de Foz do Iguaçu que neste fim de semana estarei aí na cidade. Quem quiser manter contatos, basta me ligar no número 024 9-9966-5622 ou nas redes sociais.

OBS: Só não sei se estarei com muito tempo livre.

Bom dia!



Leia Mais ►

domingo, 7 de dezembro de 2014

ANGRA DOS REIS - MOMENTO "RELAX" DE UM GAROTO DE PROGRAMA


Imaginem minha felicidade enquanto escrevo o texto: deitado na cama do hotel, com a porta da sacada transparente com vista para o mar. Simplesmente, lindo! Estou em Angra dos Reis, aonde vim desfrutar de um dia de sol e tempo bom. Sempre que me hospedava na cidade, era no mesmo lugar e sempre indo nas mesmas praias. Mas hoje resolvi mudar e vim conhecer outros cantos. E não me arrependi em nada!


Vista da sacada do meu quarto.

Estou encantado! Angra, realmente é um paraíso aqui no Brasil. Fora o excelente atendimento na pousada que estou, cheguei a ver um dos melhores pôr-do-sol da minha vida!





Leia Mais ►

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

TAUBATÉ - SP: PÉ NA ESTRADA E MUITO SEXO


Ontem acabei indo dar uma passadinha por Taubaté e acabei saindo de lá muito satisfeito. No fim da tarde de ontem estava chovendo muito aqui em Resende. Acabei ficando ilhado na rua enquanto ia até um ponto de táxi para fazer minha viagem. O taxista que me levou me chamou de “louco”, ele percebeu que tenho o espírito aventureiro e ficou admirado com isso. Eu até confessei a ele minha vontade de ser caminhoneiro, só para poder conhecer todas as cidades. Só não investi nessa carreira, pois sou muito distraído. Mas minha vontade era só pelo prazer de cair na estrada e conhecer lugares. Se bem que, não me tornei um caminhoneiro, mas não fiquei longe da minha vontade de conhecer o mundo. Acabei fazendo isso por outros meios.

Chegando em Taubaté, desci na rodoviária, pois ficaria mais fácil de me deslocar para onde eu queria ir. Perguntei a um rapaz como faria pra chegar até o centro da cidade, e ele na boa vontade acabou me dando uma carona até lá, pois era caminho dele. Resumindo: foi um dos melhores boquetes que recebi! O cara começou a se insinuar pra mim, não perdi tempo e coloquei a mão na sua perna e fui o acariciando. Ele revida e tira meu pinto pra fora e vai me masturbando enquanto dirige. Paramos numa rua escura onde ele encosta o carro e me faz um boquete. Ele parecia um camaleão, pois se adaptava de acordo com o ambiente, naquele caso, de acordo com as minhas vontades. Naquele momento ele parecia um garoto de programa a fim de satisfazer seu cliente, acabou percebendo algumas coisas que eu curtia e fazendo comigo. Tapas na cara, falava muita besteira enquanto eu o chupava, ele imaginava situações de mais pessoas transando com a gente e até me batia quando me dava uma ordem e eu não cumpria. Foi perfeito! Apesar de eu não ter gozado, me senti muito atraído pelo seu jeito, exatamente o que estava procurando. Às vezes as pessoas sabem do que a gente curte, mas acaba não agindo de forma natural quando vai realizar uma fantasia e isso acaba desanimando um pouco. Ele, sim, soube dosar da forma correta e me dar o prazer que eu queria sentir.

Depois dele, acabei indo para um encontro. Um estudante, tinha acabado de sair da faculdade quando nos encontramos. Um cara bonito, safado, mas não encheu meus olhos como o anterior. Eu gosto de lugares isolados, meio que em público. O lugar que ele havia me levado era excitante, mas não fiquei à vontade. Eu senti a adrenalina de pular um muro e ir para os trilhos de um trem, ao lado da rodoviária velha da cidade. Foi tenso, apesar de eu gostar disso, fiquei desconfortável. Comecei um boquete nele, que estava despreocupado se iria ou não aparecer alguém ali. Eu, pelo contrário, olhava para todos os lados com medo de aparecer polícia no local e minha cara ficar estampada no jornal local da cidade. Tinha outro casal trepando quase próximo da gente. O local era fervido, mesmo! Ele tem o corpo bonito, todo depilado na frente com a bunda cabeluda. Achei interessante isso. No fim peço a ele que goze em minha boca para que possamos ir embora, e na volta, vamos nós novamente pular o muro para sair.

O terceiro e último da noite foi o teen. Desculpe, mas não me agradou em nada. Eu gosto de homem, sabe? Voz de homem, jeito de homem, etc... Ele deixou um pouco a desejar, principalmente quando passamos numa rua onde havia uma barata na parede e ele se desvia da barata como no filme Matrix, mas no caso dele, de um jeito beeeem gay. Não senti tesão, mas acabei ganhando meu cachê (nem sei como) mesmo sem rolar nada. Ele apenas me deu uns beijinhos e umas apertadas no meu pau.

 Percebi que o pessoal do estado de São Paulo gosta muito de um carioca. Fui muito bem recepcionado (e desejado) pelo povo da cidade. Sempre recebendo elogios, ouvindo me dizerem que, apesar da fama que eu tenho, sou uma pessoa simples. Diferente de alguns garotos da cidade, que são lindos, maravilhosos, mas não são educados e sem um pingo de cultura.


Na volta pra casa, eu tentei colocar minha humildade em prática e voltar de ônibus, mas não deu. Eu havia esquecido de levar meus documentos, o que seria preciso para apresentar na hora do embarque, e por isso, não pude comprar minha passagem. Pra mim não foi problema, acabei voltando de táxi de novo. Cheguei tarde em casa, mas muito feliz!

 Fique por dentro sobre meu livro. Link: “O Diário Quase Secreto De Um Garoto de Programa” e saiba como fiz para me tornar garoto de programa e alcançar os melhores clientes.

E agora na versão digital pela Amazon. Link: "Livro do Hiago, versão eBook"



Leia Mais ►

domingo, 30 de novembro de 2014

TUDO ACONTECE NO MOMENTO CERTO. QUANDO ISSO ACONTECER, FAÇA VALER A PENA!

Dia de domingo aqui em Resende geralmente é parado, morto! Meu dia num domingo é mais ou menos assim: acordo tarde, vou na rua tomar café e depois volto pra casa e fico assistindo Tv. Um verdadeiro tédio, principalmente quando não atendo nenhum cliente. Dia de folga, né.



Sabendo que hoje poderia acontecer a mesma coisa e meu dia ser um tédio, acabei me programando pra fazer um passeio. Liguei para o aeroclube e marquei um voo pela região. Eu achei que estava enjoado de voar, mas depois de hoje, vi que falta muitos lugares para explorar. O voo foi tranquilo, voamos sobre Resende, Barra Mansa, Volta Redonda, Quatis, Porto Real, Penedo e pela Represa do Funil. Em nossa primeira decolagem, o rádio do avião não estava passando nossa voz para a central, não estavam nos ouvindo. Tivemos que pousar, e o avião entrou em manutenção. Era um fio que havia se rompido e atrapalhou a comunicação entre o piloto e a central.





O tempo de feio, acabou se abrindo, fazendo com que eu possa aproveitar melhor a visão.

Esses dias eu estava querendo fazer outro passeio de lancha pela Represa do Funil, mas esse tipo de passeio foi cancelado, pois a represa está com o volume de água abaixo do nível. Eu achei que fosse exagero da parte deles, mas depois de sobrevoar a represa hoje, vi que o nível de água está muito, mas muito baixo. Veja abaixo.






Feio mesmo foi ver a CSN do alto. Parecia uma usina abandonada de filme de terror. Muito feia e com a poluição "nervosa" no ar.


Foi bom, pelo menos tirei meu domingo da rotina.

Boa tarde! 


Leia Mais ►

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

CAMPOS DO JORDÃO: EU SOU A DIVA QUE VOCÊ QUER COPIAR

Estava a fim de passar o dia fora de casa, tipo um almoço e um bom passeio. Acabei vindo para Campos do Jordão, pois como o tempo na região estava frio, não dava para curtir praia, então, vim para a serra aproveitar o frio que faz aqui. Se bem que, cheguei na época em que o tempo não está tão frio, como quando da última vez que eu estava congelando.

Hoje conheci o Pico do Itapeva, onde do alto, se vê todas as cidades do Vale do Paraíba como Taubaté, Pinda, etc... Queria ter ido ao museu que tem aqui, mas por incrível que pareça, o comércio aqui fecha às 17h00. Muito cedo!



À noite acabei indo jantar num lugar maravilhoso, e o melhor, havia o espumante que eu gosto. A comida é cara, mas vale a pena. Cheguei meio tonto no hotel, pois tomei muito Clicquot...


Leia Mais ►

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

VÁRIOS EVENTOS!

Está cada vez mais difícil vir aqui escrever. Cheguei a baixar o blog no meu telefone pra ficar mais fácil a postagem, mas o tempo (a falta dele) acaba não deixando.  Estou vendo a compra de imóveis, investindo e correndo atrás para “legalizar” minha profissão. Isso mesmo, agora vou estar dentro da lei. Vou começar a declarar imposto. O meu medo estava sendo por causa da movimentação na minha conta bancária, medo da Federal achar que estou depositando dinheiro sujo, de roubo e até mesmo sendo laranja de algum criminoso. Estava imaginando a polícia batendo na porta de casa junto com o Fantástico e no dia seguinte uma nota falando sobre mim: “Hiago é preso por sonegar imposto e não justificar sua renda”. Acabei conhecendo um contador (empresa de contabilidade) muito competente que prometeu me ajudar, para me legalizar e ficar fora do alcance da Receita Federal como um cidadão ilegal.

Bom, nesta semana conheci algumas figuras que, com certeza vão deixar suas marcas, pois tão cedo não esquecerei.

Esta semana o fada dos dentes voltou, sendo este nosso segundo encontro. Ele já foi citado aqui no blog, ele é o rapaz que possuía dentes no céu da boca (ainda me espanto com isso). Meu nervosismo quando pedia que me mostrasse os dentes continuou a mesma coisa. Ele é normal, não tem nada de defeituoso em seu rosto. Olhando na rua, parece (e é) alguém comum. Mas quando abre a boca que dependendo da posição que você esteja, dá pra ver direitinho os dentes no céu da boca. Faz um tempinho quando saímos e ele mudou bastante. Está mais forte, bonito e com mais apetite sexual. Acho que a academia faz isso com todo mundo, aumenta o desejo. Ele veio compartilhar comigo momentos de sua vida, momentos de mudanças que está passando agora, e claro, trepar comigo.


Parece que foi a semana de coisas “estranhas”. Desta vez me aparece o roqueiro, todo de black, chega numa moto envenenada com adesivos de caveira e tatuagem no braço. Uau, ele tinha uma cara que fosse comer minha carne, mas comer mesmo! O único problema que eu tive em nosso encontro (o que gerou aborrecimento nele) foi ter que colocar minha boca em seu pinto, que estava enfeitado com um piercing de argola na cabeça. Sei que dá pra chupar sem problema algum, mas se por uma fatalidade a argola enrolasse no meu aparelho e ele morresse com uma hemorragia Sim, foi exatamente o que pensei na hora. O jeito foi ele retirar o brinco de seu membro para eu fazer meu trabalho. No fim, deu tudo certo. Bom, tem gosto pra tudo.


Leia Mais ►

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

OSSOS DO OFÍCIO

Tinha marcado com o Neguinho de nos encontrarmos às 19h00 na minha casa, mas ele se atrasou e acabou chegando 22h30. Já havia atrapalhado todo meu esquema da noite por conta de seu atraso, mas deixei passar. Ele veio de Volta Redonda pra cá, e sendo tarde, não haveria jeito de ele voltar. Ele acabou dormindo comigo esta noite. Ele é um dos poucos negros que eu vejo não ser dotado, e quando isso acontece, eles acabam sendo passivos comigo. Na boa, é um tesão poder comer um negro! 
No começo estava bom, acabei o torturando do meu jeito, fazendo com que seja submisso a mim. Metendo forte, dando tapas e até cuspindo no coitado. Depois da primeira gozada, acabei virando de lado para dormir. Ou melhor, tentar dormir. Durante à noite, ele não parava de me alisar, me agarrar e me despertar para mais uma rodada de sexo. Não estava no combinado de ele dormir comigo, acabou ficando, pois não o deixaria na rua, sendo assim, eu queria ter dormido durante a madrugada. Um calor infernal e ele agarrado a mim. Às vezes eu o empurrava, ele se afastava, mas logo voltava a me agarrar, abraçar e ficar com seu rosto em cima do meu, aumentando ainda mais o calor. Eu cheguei a ficar com falta de ar, estava me sufocando, e ele nem percebeu!
Com o tempo acabei ficando animado. 


Acabou me vencendo pela insistência, pois naquele momento, eu precisava dormir. Acordei e logo o coloquei pra me chupar, fiquei empolgado e o viro para comer sua bundinha. Desta vez ele estava sentindo um pouco mais de dor, e toda vez que tentava encaixar meu pinto nele, acabava desviando, e foi indo assim até me machucar e me fazer perder o tesão. Tive que ir indicando o caminho e falando o que devia e não devia fazer: "Mais devagar! Enfia primeiro, depois rebola! Me chupa! Lubrifica!" e assim foi indo... Para que eu pudesse ter (ou tentar) uma noite de sono, ele precisava gozar. Como havia me machucado e meu tesão ido embora, ficamos na punheta, mas não adiantou muito. Ainda estava com calor, eu continuei o empurrando, e desta vez, fiquei com a cara na parede, porque ele ocupou toda a cama.


Leia Mais ►

domingo, 16 de novembro de 2014

BOA TARDE!

Antigamente eu era muito apegado no Pedrinho, mas hoje em dia aquela “paixão” que eu sentia acabou, nem tesão me dá mais. Combinamos de passar à noite juntos, isso depois de alguns meses sem marcamos nada. Na minha imaginação, o tesão ainda era forte quando me masturbava pensando nele, mas depois de tanto tempo sem nos vermos, tanto tempo sem sexo com ele, vi que não tinha nada a ver a gente ficar juntos, mesmo que seja só sexo. Quando a gente ama o feio, bonito lhe parece. Eu o achava lindo, perfeito. Mas agora que o encanto acabou, vejo quem ele realmente é. Alguém que não faz meu tipo. Não consegui ter relação com ele, pois naquele momento eu só o via como um grande amigo que estava ali do meu lado, nada mais. Acho que ele deve ter ficado decepcionado, pois eu cheguei a demonstrar interesse em sexo, dormir de conchinha e muito beijo na boca. Mas isso passou, não quero mais.

90% dos meus clientes são pessoas que vêm de fora, ou estão de passagem pela cidade. Eu moro ao lado da rodoviária, onde por dia, centenas de pessoas desembarcam ou fazem aquela paradinha de 20 a 30 minutos no ônibus, e é nessa hora que eles me chamam, mesmo que seja pra uma coisa rápida. O Miguel foi um deles, que nessa paradinha acabou me ligando para uma rapidinha. Rapaz bonito, educado, veio se masturbando no ônibus a fim de aliviar a tensão quando teve a ideia de procurar o que fazer na internet, até ter me encontrado. Ele veio pra minha casa e os 30 minutos se tornaram 1 hora. O coitado acabou perdendo o ônibus e sendo obrigado a seguir o caminho de táxi. (Como o motorista do ônibus seguiu viagem, sendo que eles fazem a contagem dos passageiros pra ver se não falta alguém quando fazem estas paradas para lanche?).

Morar perto do embarque e desembarque de pessoas, acabou sendo um passaporte para minha agenda ficar movimentada. Já tenho certa fama na internet, e quando a pessoa vem de fora sabendo que vai passar pela minha cidade, na mesma hora se lembra de mim. Antigamente, quando morava em outro bairro da cidade, um lugar bem afastado do centro, as pessoas que desembarcavam na cidade me procuravam, mas antigamente era muito fora de mão sair de casa (às vezes na madrugada) para encontrá-los. Foi um ponto a meu favor esta mudança. A situação ainda está por melhoras, pois a cidade está crescendo muito!

Bom fim de semana para todos.


Leia Mais ►

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

PROCURANDO A PAZ NO JARDIM BOTÂNICO – RIO DE JANEIRO



 Ontem, terça-feira, o dia foi muito ruim pra mim. Desde manhã até a hora de eu deitar, só tive amolação e gente chata falando na minha cabeça. Estresse, falação, pedição, problemas e problemas... Pra compensar um dia ruim, acabei saindo da cidade, fui fazer aquilo que sei fazer de melhor, fui conhecer novos lugares para arejar a mente. Hoje acabei descendo para o Rio de Janeiro, onde liguei para meu ex-cliente, (hoje amigo) para me acompanhar por lá, pois estava precisando me desligar desse mundinho que vivo. Fui conhecer o Jardim Botânico, um lugar que não tive a oportunidade de ir antes, e imaginei que seria uma boa ir hoje, pois o contato com a natureza sempre me deixa mais revigorado. Quem conhece sabe que lá é maravilhoso, um lugar tranquilo (tirando algumas crianças gritando por lá) e ótimo pra meditar, desligar de tudo. Acabei conquistando a paz interior que eu estava precisando, pois a tensão do dia a dia estava me matando!


 Aproveitamos e fomos almoçar (às 16h00) num lugarzinho excelente, que não me recordo do nome agora, mas com comida e atendimento muito bom. Me sinto uma pessoa importante quando chego aos lugares e vejo a educação (que veio de berço, e não forçado) dos funcionários ao tratar um cliente. Não estou acostumado com isso aqui onde moro, por isso me sinto bem em outra cidade.






Leia Mais ►

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

O FANTÁSTICO MUNDO DE HIAGO



Me sinto como se tivesse ganhado na loteria por ter amigos tão valiosos. São poucos que eu posso confiar, pois a maioria são apenas aproveitadores, oportunistas querendo pegar carona no meu dinheiro.

 Ontem, domingo, levei duas amigas para ir ao Rio de Janeiro fazer um passeio de helicóptero. Elas nunca tinham voado, e me falando de sua vontade, acabei as convidando para um passeio pela cidade maravilhosa. Nosso dia foi perfeito, muito divertido ter saído com elas, que me fizeram tirar boas risadas. Eu achei um absurdo, até os taxistas estão querendo tirar proveito da situação e ganhar em cima de mim. Ia contratar um táxi pra nos levar ao Rio. Acredita que ele me cobrou mil reais para levar?! Tenho condições de pagar, mas não sou burro de jogar dinheiro fora assim, ainda mais sabendo que ele estava metendo a mão nesta corrida pra superfaturar em cima. Abusado! Sem problema algum, peguei um ônibus junto com elas e fomos numa boa.




Depois de nosso passeio de helicóptero sobrevoando o Cristo (de novo haha), fomos no shopping almoças e, depois, as levei para conhecer o Cristo. Uma delas já conhecia o Rio, só a outra que não. No Cristo, faz muito tempo quando fui, e foi gostoso rever a cidade do Rio de Janeiro lá do alto. Uma pena meu telefone ter descarregado, pois deixei de tirar muitas fotos de lá.

Como sempre, acabei conhecendo pessoas encantadoras por lá. Eu estava com uma roupa pesada e o tempo no Rio muito quente. Fui ao banheiro jogar água no rosto, quando vejo um negão musculoso olhando minha bunda enquanto eu me secava. Não deu outra, acabei dando uns pega nele, só pra descontrair, sabe?

O que mais me desanima dos “amigos” que eu tenho, é que nenhum deles gostam de mim de verdade. Quando eles ouvem dizer que fiz “tal passeio”, aí que todos eles se juntam para ter que me pedir ajuda. Como se eu não soubesse que estão tentando aplicar um golpe em mim. Tem gente que planeja viagens luxuosas, mas pra no fim, eu ter que pagar tudo. Acha mesmo que vou cair nessa? Chamo pra sair comigo quem me convém, quem me faz bem. Se não te chamei, sorry, talvez eu nem goste de você como pensa. 




Leia Mais ►

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

I CAN FLY - SOBREVOANDO ANGRA DOS REIS


O prazer que eu sinto por realizar um sonho que tenho desde criança, vale muito mais do que qualquer dinheiro que eu possa ganhar fazendo programa. Dinheiro traz felicidade, mas realizar um sonho traz ainda mais! Cansado de viajar para Angra dos Reis, alugar barcos, lanchas e iates, resolvi ser um pouco mais ousado e sobrevoar a cidade, coisa que há tempos estou tentando fazer. O voo teve duração de 1h40min, sobrevoando Resende, Angra dos Reis, Paraty e Mambucaba. Um momento único, e muito emocionante. Mais uma vez me pego naqueles momentos pensando: Realmente estou vivendo isso, ou amanhã vou acordar desse sonho? Eu mesmo não acredito na quantidade de coisas que eu fiz neste ano. Curti muito, viajei, passeei e voei hahaha. O piloto me passou muita confiança, pois antes de voar, fiquei com medo de algum possível acidente. Depois que a gente vê jornal com tantas desgraças, a gente fica meio que com medo de fazer tal coisa, mesmo tendo feito milhares de vezes. Mas foi um voo tranquilo, com um pouco de turbulência, mas muito bom. Além de Angra, sobrevoar a Serra da Bocaina, foi fabuloso! 






Eu queria tanto levar minha sobrinha pra fazer estes passeios, mas infelizmente por ela ser pequena, daria muito trabalho. Eu queria ter feito várias coisas quando era criança, mas as condições financeiras dos meus pais não me permitiu ter esse capricho, que acabei conquistando hoje.






Leia Mais ►