22 abril 2015

DUNAS - CABO FRIO


Nessa minha ida até Arraial do Cabo, acabei dando uma passada por Cabo Frio. Enquanto caminhava pelas dunas da praia do forte, percebi que sou uma pessoa bem intensa quando se trata de sentimentos e boas lembranças. Enquanto caminhava, me lembrava perfeitamente da minha primeira vez na cidade no ano passado. Cada gesto, cada caminhada e tropeço que eu levava, me fazia lembrar de situações que me aconteceram quando fui conhecer o lugar. Momentos que nem parece ter acontecido há um ano atrás, mas sim, há dois dias. Estava tudo fresco ainda na minha memória, parecia que tinha sido no dia anterior quando um cara musculoso estava correndo pela praia e alisando seu pênis, me pergunta se eu curtia mamar, ou quando me perdi naquelas dunas e me encontrei com muita gente naquele labirinto de areia. Me recordei de tudo, nos mínimos detalhes.

Dunas - Cabo Frio


Desta vez não foi diferente, e pra sair da rotina, acabei conhecendo pessoas maravilhosas e que me fizeram gozar muito nas areias da praia.

Conheci o moreno, um rapaz novo e que estava a fim de chupar uma rola. Ele me leva para uma das entradas que dão acessos as dunas, e ali mesmo me chupa, até despertar o interesse de outras pessoas que passavam e nos observava. Ele não queria chupar ninguém além de mim, mas eu insisti, estava animado e acabei convidando outros integrantes para serem chupados junto comigo. Ele meio sem jeito chupou, mas não estava muito a fim de uma festinha na praia. Apareceram dois, um branquinho (que tenho quase certeza de que fiquei com ele ano passado) pauzudo muito safado. Acabei o chupando, enquanto estava sendo chupado. Mas ele não fica até o fim, e nos deixa no meio da brincadeira. Depois inverti os papeis e acabei chupando o moreno, que aos poucos fica excitado e mostra sua big ferramenta. Acabei ganhando uma gozada na boca.

Outro foi o surfista, um cara que, apesar de ser malhado e bonito, não passava despercebido que já tinha seus trinta e poucos anos. Acabei o conhecendo nas dunas, enquanto ele passava por mim me encarando fixamente. Juro que fiquei sem jeito, pois ele é muito gostoso. Me aproximei e logo de cara chego o chupando. Demorou um pouco para rolar um beijo, mas quando rolou, não queria mais nada além disso. Beija muito bem e tem uma pegada forte. Foi o primeiro que chupa meus peitinhos e me faz sentir tesão nisso. Foi naqueles labirintos de duna que me entreguei e acabei sendo penetrado por ele, enquanto passava por ali vários curiosos a fim de participar da brincadeira. Mas acabaram ficando na vontade.

Conheci também o Créu. O chamo assim, pois no final de cada frase ele me dizia créu. Um cara com pinta de peão de obra, mas muito bem educado e superdotado. Acabei fazendo um boquete bem gostoso e recebendo conselhos dele, me pedindo para me cuidar, pois sou um garoto novo e cheio de saúde.

O fortinho estava um pouco preocupado, pois seu irmão estava correndo pela praia e ele estava com medo de ser flagrado em ato suspeito, naquele momento, recebendo um sexo oral feito por mim. Eu estava animado, aproveitei e acabei gozando enquanto o chupava.

Tive muitas experiências boa enquanto estive fora, mas nenhuma delas se compara com estas que acabei de contar. Adoro as viagens que faço, pois além de aprimorar meus conhecimentos, acabo fazendo amigos, amantes e arrumando muitos clientes.

Boa noite.




16 abril 2015

ARRAIAL DO CABO: NUNCA É TARDE DEMAIS PARA SER AQUILO QUE SEMPRE DESEJOU SER


Orla Flávia Alessandra


Quase um ano depois, consegui voltar para Arraial do Cabo, onde acabei conhecendo este lugar maravilhoso nas minhas férias de junho, naquele inferno de época de Copa do Mundo. O lugar continua o mesmo, só que ainda mais gostoso. Estou pensando seriamente em passar o resto dos meus dias aqui, isso quando eu me tornar um senhor aposentado. Foi uma pena não poder rever todas as pessoas que conheci ano passado. Mesmo assim está sendo bom. Consegui pegar uma cor.


Melhor pôr-do-sol que já vi.


Ainda me hospedei no mesmo hotel e no mesmo quarto com vista para o mar. Aproveitei e matei a saudade do restaurante Meu Xodó. Uma excelente comida. 


14 abril 2015

SÃO TOMÉ DAS LETRAS – MG



Muita gente pode até falar mal, mas eu adorei ter conhecido São Tomé das Letras. Ainda sinto a energia que o lugar me passou quando estive visitando lugares considerados místicos e que alguns juram (e escreveram livro sobre isso) ter visto extraterrestre. Pretendo voltar logo.



Boa noite.


08 abril 2015

EU NÃO VIAJO DE BOBEIRA, EU VIAJO PRA FECHAR NEGÓCIO!


Mês que vem tenho uma maratona de viagens marcadas, uma delas sendo pra fora do Brasil. Quero aproveitar (mesmo com esta crise e o dólar alto) e tirar uns dias de folga. Assim aproveito e finalizo o livro. Mas claro, também estou indo viajar a trabalho. Pois eu não viajo de bobeira, eu viajo pra fechar negócio.
Não dá pra negar que os últimos acidentes aéreos que vem acontecendo me assustou bastante. Avião é considerado o meio de transporte mais seguro, mas depois de alguns incidentes, fico com medo de pegar um helicóptero ou avião de novo. Parece que um acidente puxa o outro, e quando vejo, todo dia uma tragédia nova.

Fico imaginando o dia que vou entrar em um avião e o piloto vai dizer a todos: “Senhores passageiros, sejam bem vindos ao voo. Em nome da Transparência Airlines, pedimos sua atenção para algumas instruções de segurança. Primeiramente gostaríamos de parabenizar os corajosos passageiros situados no fundo da aeronave, já que em caso de acidente sua chance de sobreviver é a mínima possível. Durante a decolagem, o encosto de sua poltrona deverá ser mantido na posição vertical, ou não haverá possibilidades de evacuação, uma vez que as poltronas da classe econômica são tão apertadas que impossibilitam a mobilidade dos passageiros em caso de emergência. Se sua segurança fosse uma de nossas prioridades todos os assentos deveriam estar no sentido contrário ao movimento. Metade do ar da cabine é reciclado. Isso significa que enquanto economizamos combustível você poderá sofrer uma queda de oxigênio no seu sangue, o que o fará entrar em constante estado de sonolência. Mantenha o cinto de segurança afivelado durante toda a viagem, ou você poderá ser vítima de turbulência (que apesar de inofensiva, mata cerca de 25 passageiros por ano). Lembramos também que o assento de sua poltrona é flutuante, algo que é praticamente irrelevante se levarmos em conta que a probabilidade de sobreviver a um pouso na água é quase nula (geralmente o avião explode antes de bater na água). Obrigada por terem escolhido a Transparência Airlines, e tenham todos uma boa viagem.”



Acho que estaria mais preparado se eu tivesse ouvido estas verdades em todas as viagens que faço. Meu maior medo acontece quando tem turbulência. No meu voo para Buenos Aires foi muito tranquilo, sem medo e preocupação.  Mas um dia quando peguei um voo para São Paulo, meu avião tremeu mais que Chico Xavier recebendo espírito! Parecia um idoso com mal de Parkinson de tanto que tremia. Depois disso peguei trauma.


04 abril 2015

ROTINA DE UM GAROTO DE PROGRAMA


Meu dia ontem começa bem cedo. Eu que sou acostumado a dormir e acordar tarde, acabei ficando surpreso quando às 7hrs da manhã me encontrava acordado. Acordei animado, tanto que, acabei atendendo o primeiro do dia.

Novinho, tem 19 anos e é novo aqui na cidade. Com ele entro em discussão o que sempre digo a respeito de enviar fotos, pois pessoalmente a pessoa é totalmente diferente. Ele faz questão de me enviar uma dele. Olhos verdes e barriga tanquinho. Qualquer pessoa ficaria louca com uma foto daquela. Bom, marco o encontro e o aguardo na minha casa. Já estava de banho tomado, mas não havia tirado minha roupa de dormir. Ele chega, e que decepção. Magrelo, rosto com espinhas e nada de definido. Acho que ele exagerou no photoshop , pois era totalmente diferente da realidade. Continuei firme e fiz meu papel. Acabei sendo ativo com ele, que parecia desesperado para sentar numa piroca.

Pelo menos umas três pessoas diferentes por dia me procuram. Pessoas de fora que estão de passagem. Esperava que meu dia fosse assim, conhecendo pessoas diferentes e que não fosse procurado pelos clientes de carteirinha. Não tive nenhuma novidade, foram as mesmas pessoas.

O segundo foi um cara muito humilde, mas que infelizmente não sabe fazer bom uso da higiene. Teu pau cheirava bem, mas suas axilas, só Jesus na causa. Que fedor! Este é nosso segundo encontro. Acabei agilizando o mais rápido possível e o fazendo gozar numa rapidinha.


O Terceiro foi o gordinho, sendo este nosso terceiro ou quarto programa. Cara normal e safado. Mesmo com o pinto pequeno, curto sair com ele. Mas naquele momento, não era exatamente o que eu queria. Sério, estava procurando novidade, carne nova. Acabei não ficando excitado com ele. Pedi desculpas e disse que estava cansado pelos outros clientes que eu havia atendido. Ele aceita numa boa e não fica chateado. Bom, depois que ele ler isso, acho que agora vai ficar. #Sorry 


Anterior Proxima Página inicial