27 maio 2015

PROSTITUTE - GRUPO NO WHATSAPP



Gente, resolvi criar um grupo no WhatsApp para trocarmos ideias em geral. Todos os dias são sempre as mesmas perguntas de pessoas diferentes, então, no grupo eu falo uma vez pra cem pessoas de uma vez. Assim fica mais fácil do que ficar todos os dias respondendo as mesmas coisas para todo mundo que me procura pedindo ajuda para se prostituir, dentre outras coisas.

011 7029-8652
hiagowaldeck@hotmail.com


Quem quiser se adicionado, me mande a mensagem com a palavra GRUPO, que encaixo vocês lá. Acho que assim fica mais fácil de manter contatos com todos de uma só vez.


NOVAS REGRAS - ATUALIZADO 2017

OBS: Acabei de criar meu “cursinho” com dicas para os novos garotos de programa e está à venda! Para mais informações sobre como contratar meu workshop clique no link: http://odiariosecretto.blogspot.com.br/p/workshop_13.html

É um curso de lições básicas de sexo para prostitutos iniciantes. A intenção é ajudar e ensinar a como ser um garoto de programa com dicas que utilizei para ganhar bons clientes. Pensando nisso, meu grupo do WhatsApp será fechado apenas para pessoas que estiverem no meu workshop. 

R$ 135,00 reais meu workshop para tirar suas dúvidas e ajudar com dicas. Você ainda leva meu livro de brinde, onde relato minha vida como garoto de programa e como atendi a alta sociedade.







24 maio 2015

I CAN FLY




Ainda consigo sentir o frio na barriga por saber que dia seguinte teria de pegar outro voo para mais uma viagem. Aquele nervosismo de saber que terei mais uma turbulência, mas que no fim, iria relaxar em alguma praia desse mundo. Foram os quinze dias mais divertidos e aventureiros que eu já tive. Aprendi muita coisa passando por Porto Seguro, Natal, Punta Del Este, Montevidéu e Gramado.

O melhor de tudo, e que sempre digo, é poder conhecer pessoas e culturas diferentes. Nunca vou me esquecer do Valdomiro, um senhor que acabei conhecendo no avião, na volta de Natal. Eu, como a maioria, tenho medo de turbulência, ainda mais depois de pesquisar vídeos sobre acidentes aéreos. Eu sei, sou idiota em fazer isso. Pra ficar mais relaxado, eu costumo tomar vinho dentro do avião, assim eu fico tonto e durmo mais rápido, e mesmo que eu não durma, eu fico tão “chapado”, que nem sinto quando o avião treme e acabo não tendo medo. Neste dia tomei duas garrafinhas de vinho, e enquanto não fazia efeito, cutuquei este senhor que estava ao meu lado e disse: Desculpe, eu estou um pouco nervoso por causa da turbulência, será que você pode conversar comigo um pouco? Ele sorriu, e me deu atenção à viagem toda. O vinho já tinha começado a fazer efeito. Eu estava tonto, mas muito interessado nas histórias e conversa que aquele senhor acompanhado de sua esposa me contava. Eu me vi na idade dele. Com 60 anos de idade e ainda viajando, e quem sabe dando conselhos para um passageiro mais novo que está sentindo medo de voar.
Lado Bom: Ele achou uma moeda no avião. Ficou por muito tempo com ela na mão, e depois me deu, dizendo que me traria sorte. Juro, fiquei emocionado e senti muita confiança em suas palavras. Não desgrudei da moeda que ganhei, pois acreditava que, além de sorte, eu pudesse absorver um pouco da maturidade, e quem sabe mais experiência de vida deste senhor.
Lado Ruim: Perdi a moeda quando cheguei ao Uruguai. Havia deixado no bolso da calça, mas a arrumadeira quando foi dobrar, deve ter deixado cair.

Outra pessoa que fez diferença na minha viagem foi a Sônia, uma das meninas que trabalham para o hotel Conrad, mas aqui no Brasil. Ela, como as outras meninas, todas parecem modelos da Victoria Secret, de tão lindas e educadas. Ela havia se sentado ao meu lado no voo para o Uruguai. Um amor de pessoa, que nos momentos de pânico no avião, foi me consolando. Conversamos muito, e ela sempre me dizendo: Está tudo tranquilo, ok? Sempre me dizia isso com um sorriso no rosto quando o avião tremia e eu toda hora abria a janela pra ver se estava caindo.

Fiz muitos contatos, conheci muita gente que, depois, me mandaram mensagens desejando sorte, dizendo que sou especial e um cara bacana.  Hoje eu posso voltar pra qualquer lugar do Brasil, pois fiz amizades e sei que vou ser bem tratado. Esta felicidade de viajar e conhecer, é um prazer e algo que todo mundo tem que almejar na vida.

Já estou preparando minhas próximas rotas, o que está incluído um cruzeiro. 

Até lá.

hiagowaldeck@hotmail.com
024 9-9966-5622






20 maio 2015

CAINDO, MAS LEVANTANDO - GRAMADO



Ontem aproveitei o dia para brincar na neve. Passei a manhã tendo minha aula de esqui. No começo deu medo, mas o professor era bom, acabei aprendendo rápido. Não saí bom o suficiente para competir em um campeonato, mas o básico acabei aprendendo fazer. O medo de desequilibrar e acabar me arrebentando foi grande, mas tudo isso faz parte da brincadeira.

Logo mais fui conhecer a vinícola de Canela. Depois de algumas degustações, estou embarcando com mais seis garrafas na minha mala (fora as que comprei em Montevidéu).

Tive o prazer de conhecer um gaúcho daqui. Estava ficando desapontado achando que iria embora sem saber o que é que o gaúcho tem. Era pra ter sido uma brincadeira de algumas horas e depois eu iria embora, quando me dei conta, tinha passado a noite com ele. Foi bom, até café pra mim ele fez, principalmente depois de saber que sou viciado. Carinhoso, atencioso, bem diferente de algumas figuras que vi aqui, que foram capazes de dize que são donos de Ferrari, só pra chamar a atenção e conquistar no papo.


Era para eu ter ido embora nesta madrugada, mas eu gostei tanto da cidade que acabei ficando. Eu bem que tentei trocar meu voo, mas não tive sucesso nisso. Então, não embarquei, perdi esta passagem e comprei outra para o dia seguinte. 


19 maio 2015

ESTOU AMANDO GRAMADO!


Bom dia!



Que maravilha de cidade. Cheguei aqui em Gramado ontem e logo de cara fui conhecer a Snowland, um parque com neve de verdade e toda uma armação com direito a montanha e tudo mais. Muito frio lá dentro. Só o chocolate quente pra poder esquentar.

A cidade é perfeita, cheguei comprando um monte de coisas que dificilmente acharia no Rio de Janeiro. Aqui tudo é muito lindo e cheio de novidades. Agora pela manhã já deixei minha aula de esqui reservada e pretendo conhecer algumas vinícolas da cidade. Os vinhos importados são os meus preferidos, mas depois de experimentar alguns que comprei em Curitiba, acabei mudando de ideia e começando a degustar os vinhos brasileiros também (os mais caros). Este clima frio da cidade acaba fazendo com que a gente fique empolgado e gaste uma fortuna em roupas de frio. Não vou usar metade das roupas que comprei aqui, incluindo um sobretudo maravilhoso, mas como pretendo voltar para Buenos Aires, seria uma ótima opção para levar na mala.


Lembranças é o que não falta na mala. Estou cheio de objetos que foram importados da Alemanha pra cá. Tô me sentindo na Disney! Meu gerente financeiro deve estar maluco com meu consumo desenfreado. 


17 maio 2015

PUNTA DEL ESTE - 5 MINUTOS


Bom dia.

Ontem estava sendo meu terceiro dia aqui em Punta Del Este. Confesso que estava ficando entediado, pois aqui não tem tantos pontos turísticos como as cidades do Brasil. Vale mais para pessoas que querem fazer compras de produtos importados, fora isso, você fica quase que o dia todo sem fazer nada. Não estou reclamando ou criticando a cidade, ela é linda e acolhedora, mas eu gosto de andar e conhecer pontos históricos.

Eu achava que os uruguaios eram pessoas muito reservadas. E até são, mas ontem acabei conhecendo alguns que me mostraram o contrário e tomaram a iniciativa. Estava na praia, ainda era cedo quando o sol resolve esquentar e começar a fazer calor. Coloquei meu chinelo, camiseta, bermuda e fui caminhar pela areia. Um senhor sem camisa me vê e vem em minha direção. Eu fiquei sem graça, pois ele não disfarçou, então, fingi que não era comigo e tentei me esquivar dele. Ele passa por mim lambendo os lábios de uma forma totalmente vulgar, como se estivesse lambendo em volta dos lábios para tirar algo que tenha comido. E assim foi indo, até ele chegar perto e me perguntar às horas. Começamos a conversar, ele me faz um convite de ir até sua casa, mas eu recuso. Disse que estava na cidade com meu irmão. Não estava a fim de sair com ele. No Brasil, ele seria chamando de afeminado, pois ele demonstra traços de “mulherzinha”. Mas na boa, eles são bem mais discretos que as bibas do Brasil.

Eu estava esperando ansioso pelos meus 5 minutos. Estes minutos são meus momentos em que paro pra pensar na vida, na viagem e agradecer a Deus pelas minhas conquistas. Estava angustiado, pois não tive este meu momento, o que me fez pensar se a viagem realmente valeu a pena. Logo mais à noite, resolvi comer num restaurante que fica no porto da cidade, o Peperone, e me despedir do lugar que é muito bom.

Na volta do restaurante acabei conhecendo o Alejandro, (eu gosto da pronúncia do nome, tipo Alerrandro) um uruguaio muito interessante. Ele foi outro que tomou a iniciativa, e depois de me encarar na rua, literalmente me convida para ir até à escuridão da praia. Não dispenso um gringo, não perdi tempo e fui. Que cara gostoso! Fiquei encantado por ele. Coloquei em prática meu “portunhol” e nos entendemos muito bem. Foi assim com todas as pessoas que tive contatos por aqui. Achei engraçado quando ele estava me chupando e eu forçando sua cabeça contra mim para que me engolisse inteiro. Não queria machucá-lo, então disse a ele: se te machucar avise, ok? E ele sem entender o que eu disse, responde: o que é machucar? Dei risada, e continuei. Também, não era pra menos, a palavra machucar em espanhol seria herir.
Acabei me soltando com ele. Tipo uma explosão, sabe? Na hora de gozar, ele se agacha e gozo em cima dele. O mais cômico em seguida, foi vê-lo se limpar com areia. Sim, areia! Ele passava areia nas mãos e no peito. Disse que fazendo assim, absorvia e ficava limpo. E não é que fica mesmo! No fim, um beijo pra se despedir e ir embora.


Depois disso, acabei tendo meus cinco minutos. Foi o estímulo que eu precisava para me sentir ainda mais contente. Fiquei pela orla da praia, sentindo o vento frio bater em meu rosto enquanto ainda sentia o gosto de Alejandro.


15 maio 2015

UM PUTO NO CASSINO - PUNTA DEL ESTE


Los Dedos

Cheguei em Punta Del Este Ontem. Estava ansioso em saber como seria o tratamento em um dos hotéis mais famosos do mundo, o hotel casino Conrad. Não é pra menos, pois aqui, não só no hotel, mas como a cidade, é hospedagem de vários artistas e milionários. Dentre eles, estiveram presentes: a empresária Nancy Saeki, dona do restaurante Shintori, a cantora Roberta Miranda, que é apaixonada pelo Casino do Conrad, a atriz e apresentadora Amanda Françozo, a socialite Beth Szafir, a empresária Rosana Beni, o apresentador Amaury Jr., entre outros. Além deles, o Conrad recebeu os integrantes da banda Paralamas do Sucesso, que agitaram os hóspedes e fãs no dia 22 de janeiro e o grande rei Roberto Carlos, que também se apresentou no resort.

Casa Pueblo



Logo no avião estava sendo muito bem recebido por uma mulher que trabalha para o Conrad, mas no Brasil. Estava com mais cinco garotas indo para uma reunião no hotel. Sério, não bastasse serem simpáticas, as meninas são lindas! Pareciam as modelos da Victoria Secret.
Me senti um peixe fora do aquário quando cheguei na cidade de Punta Del Este, parecia que era minha primeira viagem internacional. Mas com o passar do tempo, fui me familiarizando e me aconchegando ao lugar. Logo que cheguei no meu quarto e vi a vista para Mar Del Plata, fiquei encantado pela cidade.

Vista da minha sacada.


Hoje fui fazer um tour pela cidade, acabei me permitindo conhecer outro lugar que também é muito visitada e perto de Punta Del Este, que é Montevidéu. Acabei fazendo algumas comprinhas por lá. Neste exato momento resolvi parar um pouco no hotel. Sim, viajar também cansa! Não devia, pois ficar no quarto dormindo aqui fora do Brasil, significa dormir em dólar. Ou seja, pagando caro pra dormir.





12 maio 2015

NATAL - NORDESTE: SOL, PRAIA E MUITO SEXO





Meu dia ontem foi incrível! Fiz um passeio de buggy por nove praias, quatro dunas, três lagoas e uma grande variedade de locais para diversão. Minha empolgação maior foi andar de camelo. Muito gostoso. O atendimento do Marazul, a empresa com os passeios é muito boa. Quem quiser dar uma conferida, olhe aqui no site: http://www.marazulreceptivo.com.br/

Acabei fazendo o passeio de buggy ontem e de mergulho hoje. Como sempre, todos os passeios exclusivos. Acabei fazendo algo fechado, só pra mim. Eles me disponibilizaram uma embarcação para eu mergulhar junto de um guia, comandante e um garçom. Um barco pra 120 pessoas onde só tinha eu. Não me senti deslocado. Não sou antissocial, apenas acho desnecessário interagir com certas pessoas. Por isso faço tudo sozinho.

Também fiz um passeio de quadriciclo aqui em Natal. Depois de Porto Seguro, peguei gosto pela coisa e fiz de novo. Tudo feito pela mesma empresa de mergulho e buggy.

O de mergulho foi bom. Sempre tive medo de mergulhar e ser atacado por um tubarão (hahaha). Engoli bastante água, pois demorei pra me acostumar a respirar pela boca debaixo d’água. Ver as espécies de peixes e toda a formação no fundo do mar é divino. Deus realmente sabe o que faz.  Não tirei foto. Foi uma pena, mas achei que não seria necessário. Mas quem for fazer, eu recomendo contratar o pacote com fotografia.

Ontem à noite rolou outro encontro com o Paraíba que havia saído quando cheguei na cidade. Acredita que do jeito que estávamos agindo, parecíamos dois casais de namorados brigando? Marcamos de nos vermos na praia onde nos conhecemos, eu acabei indo para o lugar de putaria, na praia mesmo. Mas eu fui, pois achei que ele fosse me esperar ali. E não é que quando ele soube que eu estava lá ficou puto e nem queria puxar papo. Disse que o certo seria eu ficar na claridade, longe daquele povo fazendo orgia. Demorou um tempo, mas ele me desculpou, pois nem beijar ele queria. Ah! Ele não sabe que sou garoto de programa.

Acabou rolando uma surubinha na praia. Eu e ele ficamos observando outras pessoas transando, e nisso, apareceram alguns pra ficar com a gente. No começo até dei corda, ele então, nem se fala, adorou. Mas não era isso que eu queria. Ele fica "enciumado" por eu ter ido a praia no local de pegação sem ele, e depois ele mesmo participa da brincadeira, mesmo tendo dito não gostar disso.  Me arrependi. Sério, não me senti legal fazendo isso.

Também atendi meus clientes. Nas horas vagas, claro! Conheci um cara casado que me comeu numa rapidinha e gozou ainda mais rápido. Aonde isso? Na praia, mesmo. Ele combina de me ligar hoje novamente, depois de despistar a mulher em casa. Bom, fico no aguardo.

Tem um lago aqui na cidade que se chama Lago da Juventude. Eu acho que muita gente toma banho lá, pois todo mundo com que mantive contato, tem acima de 30 anos, mas com cara e corpo de 20. Conheci outro assim, com jeito de garotinho, mas é bem velhinho. Juro, achei que fosse menor de idade, até perguntar quantos anos tinha. Ele disse ter 35, mas pra mim, parecia uns 18. Espantoso, as pessoas aqui não envelhecem!


Também conheci outro coroa, que só veio ao meu encontro por um motivo: minha cor. Eu acho que por eu ser “carioca” acaba ajudando um pouco. Percebi que as pessoas aqui gostam muito do Rio de Janeiro, e como consequência, dos cariocas da gema.







11 maio 2015

09 maio 2015

PORTO SEGURO - SEXO NA CIDADE DO DESCOBRIMENTO




Estava admirando a vista de um outro ponto turístico da cidade, onde chamam de canhões. É uma escadaria que fica no alto, e no chão tem alguns canhões, provavelmente da época. A vista do lugar é bonita, e logo de cara vi vários preservativos espalhados pelo chão. Vi que o lugar era MUITO frequentado por pessoas sexualmente ativas. Mas fiquei na minha, apenas observando a paisagem. Passa um tempo e chega um coroa com idade pra ser meu bisavô e fica fumando um pouco afastando de mim. Percebi que era maricona, e como não fazia meu tipo, nem dei bola. Não é que o coroa subiu um morro que tem ali, tirou a roupa e ficou se masturbando para eu ver! Coitado, só os pernilongos devem ter chupado ele, pois eu nem me manifestei. Até cheguei perto pra ver se poderia ser um coroa interessante, mas não era. Ele parecia estar usando uma calcinha, pois era bem pequena.  Depois foram chegando algumas pessoas, mas era pra fumar baseado. Era fim de tarde, achei que fosse ficar perigoso, então, acabei saindo de lá.

Praia Coroa Vermelha
Sendo meu último dia na cidade, tinha de aproveitar e muito o local. Apesar de ainda continuar com uma má impressão das pessoas, o lugar tem muita riqueza que compensa a ignorância do povo. Era noite quando resolvo caminhar pelo calçadão da praia. Já tinha conhecido outros pontos turísticos durante o dia e à noite eu fui relaxar, meditar sozinho. Estava numa pista onde pessoas
faziam caminhada, e foi ali que conheci alguém que mudou minha noite. Eu estava sentado no banco, quando o PS chega perto e começa a se exercitar ao meu lado. Na verdade, ele estava se exibindo, fazendo abdominal e deixando seu pau ereto, olhando diretamente pra mim. Como não sou bobo e queria aproveitar, acabei indo em direção à praia, e ele veio atrás. Achei que fosse passivo pela forma meiga de falar, mas era um ativo nato. O cara é tão foda, que me comeu duas vezes seguidas na praia. Depois ficamos conversando por um bom tempo e quando estávamos indo embora, acabou rolando uma terceira gozada. Seu pinto parecia não ficar mole nunca. Me deu canseira.

Fita que amarrei. Nada de pedidos, somente agradecimentos.

Sabe, tô muito feliz. Mais uma vez conheci pessoas incríveis no meu trajeto. Pessoas que, como eu, acabam criando um personagem para chamarem atenção de seus negócios, como a Delícia, uma mulher cheia de gás dona de uma barraca de batidas na Passarela do Álcool. Irreverente por gritar o bordão “ai delícia” e mexer com todos que passam em frente a sua barraca. Pessoas que não vão se lembrar de mim, mas que fizeram toda a diferença na minha vida, no meu passeio.


Cheguei em Resende hoje pela manhã. Tive que me hospedar em um hotel, pois minha casa está em reforma. Já troquei de mala, novas roupas e amanhã nova viagem. Natal, eu tô chegando!


07 maio 2015

TRANCOSO - PRAIA DO ESPELHO


Meu dia hoje foi ainda melhor! Acabei saindo bem cedinho do hotel para aproveitar o dia na estrada. Também passei por Trancoso. Fui conhecer a Praia do Espelho. Lindo, maravilhoso!




E por fim, fui ver a Igreja Nossa Senhora D’Ajuda. Havia ido à noite, mas a vista de manhã é mais bonita. Aproveitei e amarrei minha fitinha na cruz, como todo mundo faz quando visita o lugar. Desta vez eu apenas agradeci a Deus pela vida e todas as realizações dos meus pedidos. Minha vida tem andando tão bem em todos os sentidos, que seria covardia pedir mais alguma coisa.


Com a noite livre, acabei marcando uma saída com o baiano. Se ele morasse em Resende ou qualquer outro lugar onde se julga a índole da pessoa pela aparência, ele com certeza levaria geral de polícia constantemente. Ele é bonito, tem aquela cor que todo o baiano tem e o sotaque da região, mas sua cara, na boa, parece ser de “bandidinho”, sabe? Eu mesmo fiquei com medo de sair com ele quando o vi. Mas fui. Um cara super do bem, tranquilo e bem safado. Também senti diferença no sexo com as pessoas daqui comparando com de Salvador. Sinceramente? Prefiro Salvador. Ele curte ser chupado, mas infelizmente não deixa rolar nada além disso. Sim, também transamos, mas o que eu queria mesmo era segurar sua bundinha e dar uns apertões. Mas ele não deixou. É ativão e só queria comer e ser chupado. Gostei, no meu ponto de vista levou uma nota 8,00.


06 maio 2015

PORTO SEGURO - BAHIA


Minha primeira parada dessa minha turnê está sendo aqui em Porto Seguro, na Bahia. Cheguei ontem à noite na cidade e aproveitei um pouco dela, especificamente a Passarela do Álcool, uma rua cheia de barracas com bebidas, lembranças e artesanatos. Muito bacana!

Hoje meu dia foi mais intenso. Passei a manhã toda na praia, e na parte da tarde fui conhecer uma cidade local, chamada Arraial D’Ajuda. A cidade também tem belas praias, mas o que me chamou a atenção foi um passeio de quadriciclo. 


O horário do passeio é de manhã e no fim da tarde, mas eu não estava a fim de fazer o passeio com outras pessoas, então, acabei pedindo um passeio mais exclusivo. Ele me ofereceu esse passeio noturno, indo pelas trilhas e passando pela praia, pra ver a lua nascendo do mar. Nunca peguei num quadriciclo na vida, nem quando pequeno. Fiquei com medo achando que fosse fazer alguma besteira, mas foi tudo perfeito.




Depois do passeio, ainda fiquei em Arraial D’Ajuda para conhecer alguns pontos da cidade. Muito aconchegante e acolhedora, um pouco diferente de Porto Seguro, onde achei as pessoas parecidas com as de Resende: Secas e estúpidas! Achei estranho esse tipo de tratamento, pois geralmente as pessoas da Bahia são abertas e educadas. Salvador, por exemplo, toda vez que vou lá sou muito bem tratado. Agora, aqui em Porto Seguro, não senti tanta firmeza. Até o hotel onde estou hospedado tem atendimento ruim. Os funcionários são totalmente despreparados e hoje no almoço eu pedi C-L-A-R-A-M-E-N-T-E filé mignon, o garçom foi e voltou brincando com o pessoal da cozinha e quando me trouxe o prato, era frango. Juro, perdi a fome. Sem contar que, parece que estão fazendo um favor pra mim me hospedando aqui, não são muitos cordiais no atendimento e deixam muito a desejar. Quase uma segunda Resende.

Tirando isso, até que curti o dia. Esqueci de passar o protetor e estou todo assado!


Ah, conheci um rapaz que está de passeio aqui também. Eu estava na praia deitado na areia, quando resolvo tomar banho de mar pra me limpar. Vi um cara bonito andando pela praia e meu radar identificou que ele “curtia”. Bom, fui tomar banho e ele também entra na água. De longe ficou aquele “namoro”, ele me olhando, nadava, passa por mim, me cumprimenta e assim foi. Acabei fazendo minha “dança” do acasalamento: saio do mar, arrumo a bermuda, coço meu pinto, arrumo ele na cueca e volto pro mar. Pronto, isso é o som do acasalamento para atrair a fêmea. Ele vem até mim pedindo informação (como se eu pudesse ou conhecesse o lugar), ele estava de sunga e acabei percebendo que veio falar comigo já excitado. Vou fisgar um peixão, pensei comigo mesmo. A gente conversa, ele me fala sobre ele, eu sobre mim e blábláblá. Como vi que ele estava demorando pra chegar junto, acabei encostando minha mão na dele. Daí o mar ficou pequeno e começamos a nos agarrar dentro d’água. Estávamos afastados dos outros banhista, então, ficamos tranquilos, pois não seríamos pegos. Ele é todo gostoso, gaúcho e muito bonito. Acabei descobrindo que estamos hospedados no mesmo hotel e ele vai embora no mesmo dia que eu. Excitado, ele acaba gozando em mim, dentro do mar. Simples, na hora de gozar, ele se levanta mostrando sua nudez (sem se importar de ser percebido a distância) e goza em mim. 


03 maio 2015

ARRUMA A MALA AE


Arrumar a mala é sempre a pior coisa a se fazer em uma viagem. Não tenho paciência e nunca sei o que levar. Faço e desfaço a mala umas três vezes, e quando chego no hotel, vejo um monte de coisas que não vou precisar.



Nesta terça-feira, dia 5, estarei em Porto Seguro. Nas próximas semanas vou estar bem agarrado e viajando muito. O bom é que, além de trabalho, vou ter tempo para aproveitar todos os lugares pra onde vou. 

Dia 05/05: Porto Seguro
Dia 10/05: Natal 
Dia 14/05: Punta Del Este (Uruguai)
Dia:17/05: São Paulo 
Dia 18/05: Gramado

Foco, fé e força. Vamos trabalhar, lucrar e terminar o meu livro.


Anterior Proxima Página inicial